Valdívia quer pegar o Palmeiras e, se marcar, garante comemorar golSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Valdívia quer pegar o Palmeiras e, se marcar, garante comemorar gol

Jorge Valdívia foi um dos principais jogadores do Colo-Colo na partida desta quarta-feira, contra o Corinthians, em Itaquera. Principal responsável por administrar a vantagem e deter a posse de bola, o meia não escondeu o desejo de enfrentar o Palmeiras após a classificação do time chileno às quartas de final da Libertadores. ?Bom, isso é [?]

01:15 | 30/08/2018

Jorge Valdívia foi um dos principais jogadores do Colo-Colo na partida desta quarta-feira, contra o Corinthians, em Itaquera. Principal responsável por administrar a vantagem e deter a posse de bola, o meia não escondeu o desejo de enfrentar o Palmeiras após a classificação do time chileno às quartas de final da Libertadores.

?Bom, isso é um desafio maior. Quando saiu a chave, Corinthians x Colo-Colo, Palmeiras x Cerro, a imprensa brasileira dava como certa as quartas de final Palmeiras x Corinthians. Passamos para as quartas, espero que o Palmeiras passe, vai ser um grande jogo?, afirmou Valdívia.

Jogador do Palmeiras por sete anos, Valdívia até hoje divide opiniões entre os torcedores alviverdes. Caso o Verdão confirme seu favoritismo e avance às quartas de final da Libertadores, o meia do Colo-Colo já adiantou que não será comedido se marcar um gol contra sua ex-equipe.

?Vou comemorar o gol, claro. Se fizer, vou comemorar. Mas estou feliz, não tem essa de porque eu joguei no Palmeiras eu não vou comemorar. Vim aqui, fui respeitado pelos jogadores e agora vai ser mais difícil ainda, porque o Palmeiras tem um elenco muito forte?, prosseguiu.

Já em relação ao fato de ter ajudado a colocar o Colo-Colo nas quartas de final da Libertadores após 21 anos, Valdívia preferiu não definir em uma palavra o sentimento de sair de Itaquera com a classificação à próxima fase do principal torneio do continente.

?São muitas sensações. Emoção, alegria, satisfação, orgulho? agradecer à essa instituição e também pelo grupo que temos, não são só 11 jogadores. Sofremos para jogar a Libertadores, agora estamos nas quartas de final. Estamos felizes, mais do que qualquer declaração que possa dar, a emoção muitas vezes sobrepõe as respostas do que foi a partida?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS