Paizão, moderno e dando oportunidades: como Felipão conquistou elencoSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Paizão, moderno e dando oportunidades: como Felipão conquistou elenco

?Sabemos que quase ninguém aqui nasceu palmeirense, torcedor, mas estamos aqui para defender essas cores. Os jogadores têm contrato, devem gostar de trabalhar aqui, devem gostar dessa camisa. Vamos defender o Palmeiras até o fim. Vou respaldá-los de qualquer coisa, desde que tenha o retorno deles?. Foi assim que Luiz Felipe Scolari se apresentou ao [?]

08:15 | 22/08/2018

?Sabemos que quase ninguém aqui nasceu palmeirense, torcedor, mas estamos aqui para defender essas cores. Os jogadores têm contrato, devem gostar de trabalhar aqui, devem gostar dessa camisa. Vamos defender o Palmeiras até o fim. Vou respaldá-los de qualquer coisa, desde que tenha o retorno deles?. Foi assim que Luiz Felipe Scolari se apresentou ao Palmeiras e, menos de três semanas depois, o discurso do treinador já é refletido em campo.

Conhecido por montar ?famílias? em suas equipes vencedoras, como a Seleção Brasileira campeã mundial de 2002, Felipão vê seu grupo no Palmeiras cada vez mais unido. No discurso dos atletas, o estilo paizão do treinador é cada vez mais presente, e diante do comprometimento e bons resultados em campo, o ?respaldo? do comandante acompanha.

?É muito pouco tempo de trabalho, mas se eu fosse falar diria que ele é um paizão mesmo. Todo mundo tinha essa imagem dele ser bravo, mas não é nada disso, é um cara muito divertido?, afirmou o meia Lucas Lima.

Outro ?segredo? para Scolari ter o grupo na mão está nas oportunidades aos atletas. Do atual elenco, que conta com 28 jogadores, apenas cinco não entraram em campo ainda com Felipão: o goleiro Fernando Prass, os zagueiros Pedrão e Nico Freire, e os meias Vitinho e Guerra, este recém-recuperado de cirurgia no pé esquerdo.

?Para os jogadores que não são considerados titulares, motiva ainda mais e foi isso que fez o Felipão ganhar mais o grupo. Ele está dando muita oportunidade a quem não vinha jogando muito e isso deixa esses atletas muito felizes. É sempre uma oportunidade de mostrar seu futebol e criar uma dor de cabeça para o treinador. E os titulares sabem que tem que jogar muito, para não perder a vaga. É bom para todos?, disse Diogo Barbosa, que ressaltou também o quanto seu comandante está ?atualizado?.

O rodízio de jogadores já fez ?ressurgir? Jean e Deyverson, antes deixados de lado e criticados pela torcida e agora mostrando bom futebol e sendo aproveitados. O resgaste destes atletas é muito bem visto internamente no elenco e até peças que já vinham atuando, como Dudu, cresceram de produção novamente.

?(O Felipão) significa muito para mim. É um cara vencedor, um cara que desde quando chegou no Grêmio me ajudou bastante. ?Hoje, tenho o privilégio de trabalhar novamente com o Felipão. É um cara vencedor, que por onde passa ganha. Espero que a gente possa ganhar juntos esse ano?, disse o camisa 7.

Gazeta Esportiva

TAGS