PUBLICIDADE
Esportes

Roger vê Palmeiras dando 110% e em ritmo de Libertadores

No centésimo jogo da história do Allianz Parque, o Palmeiras bateu o São Paulo mais uma vez e garantiu a primeira colocação geral do Campeonato Paulista. Apesar do jogo pelo Estadual, porém, o técnico Roger Machado viu o Verdão atuando com uma intensidade digna de Copa Libertadores da América. ?Acho que sim (jogamos um futebol [?]

23:15 | 08/03/2018

No centésimo jogo da história do Allianz Parque, o Palmeiras bateu o São Paulo mais uma vez e garantiu a primeira colocação geral do Campeonato Paulista. Apesar do jogo pelo Estadual, porém, o técnico Roger Machado viu o Verdão atuando com uma intensidade digna de Copa Libertadores da América.

?Acho que sim (jogamos um futebol de Libertadores). Se a gente levar esse espírito para qualquer competição, não tenha dúvida que vamos gerar muito problema para os adversários. Salientei na palestra que, depois da derrota no Derby, a gente não levou o abatimento para a estreia na Libertadores. Disse que eu gostaria que a gente trouxesse o otimismo da Libertadores para o Paulista. Foi um jogo muito intenso, com característica de competição sul-americana?, afirmou o treinador, que escalou a mesma formação que venceu o Junior Barranquilla, na estreia da Liberta, na Colômbia.

?Eu costumo dizer para os atletas que 100% não ganha jogo. Ou ganha, eventualmente, algumas partidas. O algo a mais é o 110%, a concentração o tempo todo, é saber que você pode se doar ao máximo, porque as trocas vão manter o nível alto do jogo coletivo. Hoje vimos um alto grau de concentração e intensidade. Claro que você não consegue pressionar o tempo inteiro, mas quando houve necessidade, todo mundo conseguiu fazer. Temos uma equipe muito técnica. Por mais que a gente tente nos blindar do externo, da euforia, por vezes a gente acredita que só o diferencial técnico vai te levar a vitórias e títulos. Não vai. Tem que ter entrega?, completou.

A consciência tática dos palmeirenses em campo impressionou. Sem a bola, Bruno Henrique cobrou que Willian voltasse à marcação, Lucas Lima cobriu o avançou de Felipe Melo, e Dudu foi até lateral direito em alguns momentos. Assim, a equipe de Roger Machado simplesmente amassou o São Paulo, e precisou de apenas nove minutos para abrir o marcador. Ainda no primeiro tempo, Borja fechou o marcador.

?Todo clássico tem esses elementos de hoje. Foi um jogo aberto, não foi truncado, daqueles em que nenhuma das equipes quer ter a bola. Não foi o primeiro tempo somente, foi a partida toda, nossa melhor na temporada, marcando a saída de bola, retomando bolas no campo de ataque, tendo paciência de encontrar o melhor momento para atacar profundidade. Toda a intensidade foi traduzida em gols. Foi um jogo bastante sólido. Quando o coletivo se sobressai, várias individualidades aparecem. Muitos jogadores foram acima da média?, finalizou.

Com o melhor apresentado no Estadual até aqui, o Palmeiras garantiu a primeira colocação geral no Campeonato Paulista. Com o triunfo no Choque-Rei, o Verdão foi a 23 pontos ganhos e se classificou na liderança do Grupo C. O adversário das quartas de final será o Novorizontino, mas antes, o time encara o Ituano, fora de casa, na última rodada da competição.

Gazeta Esportiva

TAGS