PUBLICIDADE
Esportes

Roger Machado admite que expulsão mudou panorama da estreia

O Palmeiras venceu o Junior Barranquilla por 3 a 0 na estreia da Copa Libertadores, nesta quinta-feira, mas o resultado poderia ser diferente, não fosse a expulsão de German Gutiérrez, aos nove minutos. Em entrevista coletiva após o duelo, o técnico Roger Machado admitiu que o justo cartão vermelho para o colombiano mudou o panorama [?]

00:15 | 02/03/2018

O Palmeiras venceu o Junior Barranquilla por 3 a 0 na estreia da Copa Libertadores, nesta quinta-feira, mas o resultado poderia ser diferente, não fosse a expulsão de German Gutiérrez, aos nove minutos. Em entrevista coletiva após o duelo, o técnico Roger Machado admitiu que o justo cartão vermelho para o colombiano mudou o panorama da partida.

?Não tenho dúvida. Claro que jogar com um jogador a mais 90% do tempo e se aproveitar disso nos deu vantagem. Até a expulsão, pela pressão, estava na direção do adversário. A gente soube fazer a partida se transformar e facilitar a coisa para chegar ao 3 a 0. A vantagem é importante mas o jogo que fizemos que foi importante?, disse o comandante alviverde.

A expulsão de Germán Gutiérrez ? absolutamente merecida pela solada no peito de Bruno Henrique ? foi fundamental no desenrolar do jogo. Até o cartão vermelho recebido pelo lateral do Junior Barranquilla, aos nove minutos do primeiro tempo, os colombianos dominavam completamente o jogo e passavam a impressão de que iriam abrir o placar a qualquer momento.

?A gente tem que falar de dois momentos no jogo. Nós atuamos bem, mas atuamos bem principalmente a partir da expulsão, pela pressão, os primeiros minutos foram difíceis, mas depois da expulsão conseguimos mudar bem o jogo?.

?Para mim, como treinador, o maior respeito ao adversário é, se tiver chance de fazer gol, fazer. Por vezes, em alguns momentos, mesmo com o 3 x 0, percebi a equipe tocando bola sem objetividade. Naqueles momentos de mais euforia na beira do gramado era por isso. O maior respeito ao rival é controlar o jogo e ampliar a margem de vantagem?, completou.

Pela Libertadores, Palmeiras volta a campo apenas no dia 3 de abril, no Palestra Itália, contra o Alianza Lima, que estreou com empate contra o Boca Juniors, em casa. Pelo Paulistão, o próximo duelo é contra o São Caetano, segunda-feira, às 20h30 (de Brasília).

Gazeta Esportiva

TAGS