PUBLICIDADE
Esportes

Dudu reafirma desejo de ficar e contraria agente: ?Foi um mal-entendido?

Após o novo empresário de Dudu, André Cury, ter afirmado que o atacante tem interesse em atuar no futebol europeu em 2019, e o presidente alviverde, Maurício Galiotte, deixar claro que a transferência depende da aprovação da equipe, foi a vez de o capitão palestrino se pronunciar. Ainda na Colômbia, após a vitória do Palmeiras na estreia [?]

08:15 | 02/03/2018

Após o novo empresário de Dudu, André Cury, ter afirmado que o atacante tem interesse em atuar no futebol europeu em 2019, e o presidente alviverde, Maurício Galiotte, deixar claro que a transferência depende da aprovação da equipe, foi a vez de o capitão palestrino se pronunciar. Ainda na Colômbia, após a vitória do Palmeiras na estreia da Copa Libertadores, o jogador afirmou ao Sportv que se tratou de um mal-entendido.

?Acho que foi um mal-entendido. Ele tentou me ajudar, mas ele sabe da vontade que tenho de permanecer?, disse o atleta, que neste ano, recusou oferta milionária do Changchun Yatai, da China.

?Estou muito feliz no Palmeiras. Tive a oportunidade de sair no começo do ano, por uma boa proposta, mas não fui porque tenho meus objetivos aqui. Tenho um contrato muito longo com o Palmeiras e já falei do carinho que tenho pelo clube. Espero continuar bastante tempo aqui e segui meu contrato?, completou.

Na ocasião da última negativa aos chineses, Dudu ainda não era agenciado por André Cury, envolvido, por exemplo, na ida de Neymar ao Barcelona. O acordo com o novo empresário aconteceu apenas nesta semana e o jogador deixou de trabalhar com a OTB Sports, dos empresários Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb.

O Palmeiras não tem ? estabelecido em contrato ? um valor para venda de Dudu ao exterior. No entanto, quando a primeira oferta do Changchun Yatai chegou ao clube, em 2016, Mattos combinou com o capitão que, caso chegasse uma investida pelo dobro do que o clube investiu em seu futebol (seis milhões de euros junto ao Dinamo-UCR), o Palestra o venderia. O camisa 7 tem contrato com o clube até o final de 2020.

Na quinta-feira, o capitão do Palmeiras atuou durante os 90 minutos da vitória alviverde sobre o Junior Barranquilla, por 3 a 0, pela Copa Libertadores. Apesar de uma atuação regular, o camisa 7 foi responsável pela assistência para Bruno Henrique abrir o marcador.

?É importante nós ganharmos o primeiro jogo fora de casa. Contando que agora nós temos dois jogos em casa para a gente fazer o dever de casa, fazer os seis pontos e ficar tranquilo perante a classificação?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS