PUBLICIDADE
Esportes

Borja tem o dobro de aproveitamento nos chutes em 2018

Ninguém pode negar que Miguel Borja é outro em relação a 2017. Em sua primeira temporada no Palmeiras, o colombiano marcou apenas dez gols, sendo quatro no Campeonato Paulista. Já neste ano são seis bolas nas redes. Analisando a média de tentos por duelo, a melhora é ainda mais espantosa. Em seu primeiro ano, Borja [?]

08:15 | 03/03/2018

Ninguém pode negar que Miguel Borja é outro em relação a 2017. Em sua primeira temporada no Palmeiras, o colombiano marcou apenas dez gols, sendo quatro no Campeonato Paulista. Já neste ano são seis bolas nas redes.

Analisando a média de tentos por duelo, a melhora é ainda mais espantosa. Em seu primeiro ano, Borja precisava de 387 minutos para anotar um gol, contra apenas 135 minutos em 2018 para marcar.

A evolução reflete, claro, reflete em seu aproveitamento também nas finalizações. Segundo números do Footstas, o colombiano dava 10,7 chutes para marcar um gol em 2017, contra apenas 4,6 arremates nesta temporada.

Já as exigências para ?Miguel?, como é chamado por Roger Machado, são as mesmas desde que chegou ao clube. Com Eduardo Baptista, Alberto Valentim e principalmente Cuca, o centroavante sempre ouviu que precisa participar das fases defensivas do jogo da equipe. Após um ano de clube e uma pré-temporada ao lado dos companheiros, ele parece ter finalmente entendido o recado.

Gazeta Esportiva

TAGS