PUBLICIDADE
Esportes

Roger explica opção por Michel Bastos e compara Marcos Rocha e Fágner

O Palmeiras vem utilizando Michel Bastos na lateral esquerda nas últimas partidas do Campeonato Paulista. Em entrevista coletiva, Roger Machado explicou que a decisão de utilizar o jogador de 34 anos em vez de Victor Luís se passa pela ideia de ajudar Dudu, que vinha ficando isolado no lado esquerdo. ?Nesse momento, para esse jogo, [?]

16:45 | 23/02/2018

O Palmeiras vem utilizando Michel Bastos na lateral esquerda nas últimas partidas do Campeonato Paulista. Em entrevista coletiva, Roger Machado explicou que a decisão de utilizar o jogador de 34 anos em vez de Victor Luís se passa pela ideia de ajudar Dudu, que vinha ficando isolado no lado esquerdo.

?Nesse momento, para esse jogo, essa sequência, o Michel tem sido titular. Tenho 30 jogadores. Assim como eu estou treinador do Palmeiras, eles estão titulares e posso alterar (essa situação). Você não troca um jogador só porque ele jogou mal. Eu posso mudar a característica da função, da posição. O Victor é um jogador de força, faz um lado esquerdo com densidade, o Michel faz um jogo apoiado?, declarou o comandante do Verdão.

?Quero um equilíbrio maior nos dois lados do campo. O Lucas (Lima) fica mais pelo lado direito do campo, o Tchê Tchê pelo esquerdo. Tudo para dar mais apoio técnico para o Dudu. A ideia pela escolha do Michel é dar um jogo mais apoiado, porque o Lucas joga mais pelo lado direto no meio. O Tchê tem facilidade nos dois lados. A bola chegava no Dudu e ele não tinha a parceria para avançar mais?, completou.

Além disso, Roger Machado foi questionado sobre a força dos laterais direitos de ambas as equipes do Derby. Enquanto o time palestrino tem Marcos Rocha, que atuou bem nos últimos jogos, o Corinthians conta com Fágner, que pode ir para a Copa do Mundo.

?Vejo como dois jogadores muito parecidos, os dois vão muito ao ataque. O Marcos é muito importante na articulação do setor ofensivo, junta com William ou com o Guerra. Com o Lucas e o Tchê Tchê, eu trago bastante gente técnica que gosta de ter a bola. O Marcos tem feito bons jogos, mas acho que tem muito a evoluir ainda. Com relação ao Fagner, é um jogador que temos que controlar bem, ele tem bons avanços pelo lado e, também, faz infiltrações pelo meio e chega chutando?.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS