PUBLICIDADE
Esportes

Sem pistas sobre escalação, Valentim espera contar com força total

O técnico Alberto Valentim foi cuidadoso ao conceder entrevista durante a tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol. Sem dar pistas sobre a escalação para o confronto decisivo com o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, o técnico interino do Palmeiras se limitou a fizer que espera contar com força total. O zagueiro Yerry Mina, o meia [?]

15:30 | 03/11/2017

O técnico Alberto Valentim foi cuidadoso ao conceder entrevista durante a tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol. Sem dar pistas sobre a escalação para o confronto decisivo com o Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, o técnico interino do Palmeiras se limitou a fizer que espera contar com força total.

O zagueiro Yerry Mina, o meia Alejandro Guerra, o atacante Willian e o versátil Michel Bastos têm chance de retornar ao time para o Derby. A dois dias do clássico, Alberto Valentim falou com animação sobre a possibilidade de contar com força máxima para montar a escalação ideal.

?O que vai nos deixar forte, se realmente acontecer, porque ainda preciso ver com o departamento médico, é ter todo o elenco à disposição. É muito importante contar com os 23 convocados, porque vou ganhar mais opções de ataque e defesa?, vislumbrou o treinador.

Após uma atuação comprometedora no empate contra o Cruzeiro, Juninho pode acabar substituído pelo colombiano Yerry Mina. No meio de campo, a tendência é que Bruno Henrique, substituído por Jean contra os mineiros, retome a condição de titular após cumprir suspensão.

?Estamos trabalhando várias opções?, disse Valentim, sem dar pistas sobre a formação que planeja mandar a campo. ?Temos o Bruno Henrique voltando. O Guerra pode ficar à disposição, precisamos avaliar isso até amanhã. O Mina, da mesma forma. Espero que possa ter todos para domingo?, completou.

Artilheiro do Palmeiras na temporada com 17 gols, o atacante Willian agora enfrenta concorrência de Miguel Borja, autor de três gols nas últimas três partidas pelo Campeonato Brasileiro. Nem mesmo o colombiano, em boa fase, foi garantido por Valentim para o jogo em Itaquera, marcado para as 17 horas (de Brasília) de domingo.

?Quanto mais dificuldades os atletas me derem para escalar o time, melhor. Quero que eles me façam quebrar a cabeça mesmo. Hoje, isso está acontecendo com o Borja, que antes era segunda ou terceira opção. É algo que me faz dormir menos, mas é uma preocupação legal?, afirmou.

Gazeta Esportiva

TAGS