PUBLICIDADE
Esportes

Palmeiras vê adeus de Zé Roberto e testa invencibilidade de Jailson

Sem chances de título e já classificado à fase de grupos da Copa Libertadores 2018, o Palmeiras pega o Botafogo às 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, no Palestra Itália. Contra o time alvinegro, Zé Roberto disputa sua última partida na arena, enquanto o goleiro Jailson tenta prolongar a invencibilidade no Campeonato Brasileiro. Aos 43 [?]

08:15 | 27/11/2017

Sem chances de título e já classificado à fase de grupos da Copa Libertadores 2018, o Palmeiras pega o Botafogo às 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, no Palestra Itália. Contra o time alvinegro, Zé Roberto disputa sua última partida na arena, enquanto o goleiro Jailson tenta prolongar a invencibilidade no Campeonato Brasileiro.

Aos 43 anos de idade, após hesitar nas últimas temporadas, Zé Roberto enfim decidiu encerrar a longa carreira como atleta profissional. Com Michel Bastos afetado por dores musculares, o veterano poderá se despedir da torcida como titular na arena em que fez história.

No Estádio Palestra Itália, Zé Roberto protagonizou preleção histórica, exaltando a grandeza do clube, e ergueu a Copa do Brasil 2015, primeiro título após a inauguração da arena. O veterano ainda teve participação consistente rumo ao título do Campeonato Brasileiro 2016.

José Roberto da Silva Júnior marcou um total de 10 gols em 132 partidas com a camisa da Sociedade Esportiva Palmeiras. Saudado pela torcida como ?Animal?, grito inicialmente atribuído ao ídolo Edmundo, o ex-jogador da Seleção, presente nas Copas de 1998 e 2006, será homenageado pelo clube.

Diante do Botafogo, Zé Roberto terá a companhia do goleiro Jailson na zaga palmeirense. Como Fernando Prass acabou advertido com o terceiro cartão amarelo na derrota contra o Avaí, o reserva ganha mais uma oportunidade de começar como titular.

Na edição de 2016 do Campeonato Brasileiro, Jailson acumulou 14 vitórias e cinco empates. No atual torneio nacional, foram mais três vitórias e um empate. A invencibilidade de 23 partidas é recorde para um atleta palmeirense na história do certame.

A tendência é que Alberto Valentim escale a seguinte equipe para enfrentar o Botafogo: Jailson; Mayke, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê e Moisés; Keno, Dudu e Borja. Na reta final de sua participação como técnico interino, o auxiliar busca o vice-campeonato brasileiro.

Gazeta Esportiva

TAGS