PUBLICIDADE
Esportes

Marcos lança cerveja, brinca com vitória do Botafogo e apoia Valentim

O goleiro Marcos voltou ao Estádio Palestra Itália durante a manhã desta terça-feira. Nas dependências da arena palmeirense, o ídolo lançou sua própria marca de cerveja e brincou com a recente vitória do Botafogo sobre o Corinthians, resultado que aumentou as chances do time dirigido por Alberto Valentim no Campeonato Brasileiro. Batizada de Cerveja 12 [?]

11:30 | 24/10/2017

O goleiro Marcos voltou ao Estádio Palestra Itália durante a manhã desta terça-feira. Nas dependências da arena palmeirense, o ídolo lançou sua própria marca de cerveja e brincou com a recente vitória do Botafogo sobre o Corinthians, resultado que aumentou as chances do time dirigido por Alberto Valentim no Campeonato Brasileiro.

Batizada de Cerveja 12 em alusão ao número utilizado por Marcos como goleiro, a bebida artesanal por enquanto será exclusiva aos associados do Clube 12. Irreverente, o ídolo espera que o acirramento na briga pelo título brasileiro sirva para alavancar as vendas do produto.

?Depois da rodada de ontem, o lema é Botafogo na churrasqueira e 12 na geladeira?, brincou Marcos, arrancando risos dos presentes. ?O campeonato está aberto e, quando fica animado assim, ajuda bastante a vender cerveja. Inclusive para corintianos, são-paulinos e santistas?, disse o goleiro.

A oito rodadas do final, o Corinthians, derrotado por 2 a 1 pelo Botafogo, contabiliza 59 pontos ganhos e ainda lidera o Campeonato Brasileiro. Já o Palmeiras, embalado por três vitórias consecutivas, tem 53 pontos e ocupa a segunda colocação do torneio nacional.

?Não vou me empolgar. Melhor deixar como está. Quando estávamos empolgados, nada dava certo. Agora que sossegamos, começou a andar. O Corinthians ainda tem uma vantagem significativa, mas o Palmeiras está crescendo na reta final. Prefiro esperar para ver, ainda tem um confronto direto?, analisou Marcos.

O ídolo palmeirense ainda manifestou apoio ao técnico interino Alberto Valentim, empossado há três rodadas e com 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro. Na visão do herói da Copa Libertadores 1999, o ex-lateral direito pode fazer sucesso na condição de comandante efetivo.

?Se o Alberto está fazendo um bom trabalho, nada mais justo. É sempre bom perguntar aos jogadores o que eles preferem. Se estiverem confortáveis, felizes e motivados, nada mais justo. Experiência, você adquire ao longo do tempo. O Alberto é um cara estudado e tenho certeza que, se deixarem ele, deve fazer um grande trabalho?, declarou Marcos.

 

Gazeta Esportiva

TAGS