Torcedores pedem Nico López, e Pottker entende manifestaçãoSport Club Internacional | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Torcedores pedem Nico López, e Pottker entende manifestação

Apesar de o Internacional ter se classificado para a segunda fase da Copa do Brasil, o empate em 1 a 1 com o Boa Vista-RJ não agradou os torcedores que estavam no estádio Olímpico Regional, em Cascavel, no Paraná. Decepcionados, os colorados presentes no local não só vaiaram equipe na saída de campo, como também [?]

22:00 | 31/01/2018

Apesar de o Internacional ter se classificado para a segunda fase da Copa do Brasil, o empate em 1 a 1 com o Boa Vista-RJ não agradou os torcedores que estavam no estádio Olímpico Regional, em Cascavel, no Paraná. Decepcionados, os colorados presentes no local não só vaiaram equipe na saída de campo, como também criticou algumas escolhas do treinador Odair Hellmann.

Após ouvir a torcida pedir pela entrada do uruguaio Nico López, o atacante William Pottker, autor do gol do Internacional, alertou para o fato de a torcida brasileira sempre ser bastante receptiva, ao contrário de outros países. .

?Eu procuro me dedicar bastante junto dos meus companheiros, que também se dedicam bastante, para chegar aqui e apresentar um bom futebol. Às vezes, a torcida tem preferência por algum jogador. A gente entende, isso é do futebol. Eu, particularmente, já lidei com isso em outras oportunidades e sempre tentei mostrar o meu melhor. Então, aqui no Inter não vai ser diferente. Eles (torcedores) têm um carinho muito grande pelas pessoas que vêm de fora do país e isso é muito legal, coisas que nós brasileiros não temos quando vamos para fora. A gente fica feliz pela receptividade deles com os gringos, mas eu já tenho uma boa passagem no futebol e isso aí serve de motivação para eu poder me dedicar ainda mais e buscar os objetivos da equipe. Eu não estou falando em sair. A minha cabeça está no Inter. Se eu quisesse sair, já tinha saído. Recebi propostas, todo mundo sabe e eu estou aqui no Inter. Não tenho opção de sair, a minha vontade é continuar aqui. É claro, se vier coisas boas, a gente vai sentar junto do clube e ver o melhor. A minha vontade é de ficar no Inter. Eles têm carinho enorme por quem vem de fora, ainda mais da Argentina ou Uruguai. O brasileiro é um povo receptivo, ele sabe lidar com outras culturas. Eles têm um carinho pelo Nico e isso não me incomoda. Até porque o Nico faz outras funções dentro de campo e eu estou tranquilo fazendo o meu trabalho?, destacou o atacante.

A reclamação vinda das arquibancadas também foi compreendida por outros jogadores. Gabriel Dias ressaltou que o time teve uma boa atuação e que o adversário se retrancou atuando apenas por uma bola. ?Eu acho que fizemos um bom jogo. As vais é normal, a torcida quer vencer. A gente também quer, mas fizemos um bom jogo, conseguimos rodar a bola. Eles vieram por uma bola, se defenderam muito bem. Conseguimos o gol, depois, no finalzinho conseguiram o empate, mas acho que fomos bem?, observou.

Para o goleiro Danilo Fernandes, o time perdeu algumas chances claras de matar o jogo e no final da partida acabaram penalizados. ?Nós pecamos muito na finalização. Podia ter sido um jogo mais tranquilo. Nós tivemos bastante contra-ataques para matar o jogo, não aproveitamos e fomos penalizados com um gol. O regulamento do Campeonato nos permitia um empate, então a gente tá de parabéns pela classificação. São detalhes do início de temporada que a gente tem que corrigir. Importantíssima a classificação, mas a gente tem muito o que crescer ainda?, analisou o arqueiro colorado.

O Internacional retorna aos treinos na manhã desta sexta-feira. O grupo deve receber folga na quinta. No domingo, às 17h (de Brasília), o Colorado enfrenta o Brasil-PEL, no estádio Bento Freitas, em Pelotas, pela quinta rodada do Campeonato Gaúcho.

Gazeta Esportiva

TAGS