Renato provoca o Inter, lembra títulos do Grêmio e faz ameaçaGrêmio Foot-Ball Porto Alegrense | Times | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Renato provoca o Inter, lembra títulos do Grêmio e faz ameaça

No intervalo do Gre-Nal desse domingo, uma grande confusão aconteceu na boca dos vestiários. Após a partida, novamente os jogadores se estranharam na saída do campo e dentro do túnel. A vitória acabou mesmo ficando com a equipe da casa, no estádio Beira-Rio, graças a gol de Edenílson. O Colorado, assim, garantiu a manutenção da [?]

19:30 | 09/09/2018

No intervalo do Gre-Nal desse domingo, uma grande confusão aconteceu na boca dos vestiários. Após a partida, novamente os jogadores se estranharam na saída do campo e dentro do túnel. A vitória acabou mesmo ficando com a equipe da casa, no estádio Beira-Rio, graças a gol de Edenílson. O Colorado, assim, garantiu a manutenção da liderança no Campeonato Brasileiro, mas a boa campanha foi motivo de muita provocação por parte de Renato Portaluppi, técnico gremista, após o clássico.

?O Grêmio é grande, sabe ganhar e sabe perder. Hoje foi um Gre-Nal disputado em que o Grêmio poderia sair com a vitória daqui, mas tem gente que não sabe nem ganhar, e onda com o time do Grêmio ninguém vai tirar. Tem coisas que estamos calados há cinco, seis meses, desde o Campeonato Gaúcho. Vocês não sabem, não sei se posso falar ou não, o presidente pode falar, os jogadores do Inter sabem?, afirmou Renato.

O treinador tricolor chegou a tentar ir ao vestiário rival, mas acabou barrado por seguranças do Inter. Houve muito bate-boca, empurra-empurra e festa pelo lado dos Colorados. A irritação de Renato foi notória, mas o técnico manteve um tom irônico e calmo em sua entrevista, repetidamente fazendo ameaça de revelar um assunto que, pelo jeito, vem sendo abafado desde a final do Estadual, quando o Grêmio conquistou a taça justamente em cima do Internacional.

?Eu entendo a euforia deles. Fazer uma boa campanha é muito para eles. Uma onda se tira com títulos, e um bom cabrito não berra. Que eles aproveitem, mas o campeonato é longo, muito longo. Querer tirar onda na porta do vestiário é se contentar com muito pouco. Eu, como sou gentleman (homem de boa educação), tenho berço, educação, tentei ir lá falar sobre esse episódio de cinco, seis meses atrás. Não me deixaram entrar? Acharam que eu ia entrar lá e brigar contra 300? Não me deixaram entrar, sem problema algum. Nós que estamos acostumados a ganhar, sabemos perder também. Se o presidente falar, aí eu quero ver a cara deles. Acho que a torcida do Inter merecia saber, porque eu respeito eles. Mas onda com o Grêmio ninguém vai tirar?, reiterou.

No primeiro turno, em Gre-Nal disputado na Arena, o jogo não passou de um 0 a 0 em que os mandantes passaram a maior parte do tempo no ataque. À época, Renato Portaluppi acusou o Inter de ter jogador como clube de segunda divisão, em alusão ao fato dos rivais terem disputado a Série B do Campeonato Brasileiro em 2017. Questionado nesse domingo se o discurso dado em 12 de maio teria sido o motivo para tanta provocação dos Colorados, Renato foi taxativo.

?Mas na época o Inter jogava como um time da segunda divisão. Melhorou, e isso tem que dar os parabéns. Ele (Odair, técnico do Inter) melhorou muito o Internacional, hoje estão bem, fazendo um belíssimo Brasileiro, liderando. O Grêmio continua o mesmo, há dois anos vence todo mundo, ganha títulos. Eu entendo. O pouco já é muito para eles. Eles têm que ficar felizes, não sei se eles vão ganhar. O Grêmio ganha toda hora?, concluiu.

 

Gazeta Esportiva

TAGS