Participamos do

Fortaleza fica no empate em 2 a 2 diante do Náutico nos Aflitos

Leão saiu atrás do placar, virou, mas sofreu o empate. Com o empate, o Fortaleza manteve a liderança do grupo A, pelo menos, até domingo
19:48 | Fev. 12, 2022
Autor Lucas Barbosa
Foto do autor
Lucas Barbosa Repórter do caderno de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Fortaleza ficou no empate em 2 a 2 com o Náutico, neste sábado, 12, no estádio dos Aflitos, em Recife/PE. No jogo válido pela quarta rodada da Copa do Nordeste, o Leão saiu atrás no placar, virou, mas sofreu o empate. Os gols do Tricolor foram marcados por Yago Pikachu, enquanto Jean Carlos e Eduardo marcaram para o Timbu.

Com o empate, o Fortaleza manteve a liderança do grupo A, pelo menos, até este domingo, 13, quando o CSA joga com o CRB e, caso vença, ultrapassa o Leão — que chegou aos 8 pontos, enquanto o Azulão tem 6. Na próxima rodada do Nordestão, o Fortaleza encara o Botafogo-PB, já na terça-feira, 15. O jogo é disputado às 19h30min, no estádio Almeidão, em João Pessoa/PB.

O JOGO

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jogo começou de maneira frenética. A primeira boa chance do jogo veio logo aos 3 minutos. Após boa jogada pela esquerda, Moisés trouxe por dentro e, quase da marca do pênalti, bateu com perigo à direita do gol. Mas logo no minuto seguinte o Náutico abriria o marcador. Jean Carlos recebeu boa enfiada de Ewandro e, cara a cara com Fernando Miguel, tocou no cantinho.

O Fortaleza não ficou muito tempo atrás do placar. E o empate veio em um golaço de Yago Pikachu, aos 11 minutos. Após boa jogada do Tricolor, o ala do Leão recebeu da entrada da área e mandou um chutaço no ângulo, sem chances para Lucas Perri.

O jogo continuou com ambas as equipes alternando ataques. O Fortaleza fazia valer a sua superioridade técnica e controlava a posse de bola no ataque, mas o Náutico frequentemente conseguia chegar. Aos 14 minutos, Lucas Lima também tentou arriscar de fora da área, mas mandou longe. Aos 16, Jean Carlos bateu falta, que desviou na barreira e saiu à direita do gol de Fernando Miguel.

Dois minutos depois, Moisés fez boa jogada pela esquerda e cruzou para dentro da pequena área buscando Igor Torres. A bola passou pelo goleiro do Náutico, mas, na dividida, o atacante do Leão não conseguiu mandar para dentro. Aos 23, Kieza cabeceou à direita do gol. O Náutico voltou a chegar com perigo aos 31, quando fez boa jogada pela direita e a bola se apresentou limpa para Júnior Tavares já dentro da área. Ele, porém, bateu muito mal e nem o desvio de Kieza fez a bola ir em direção ao gol.

Aos 38, Igor Torres perdeu chance clara. Moisés recebeu lançamento em profundidade, conseguiu tirar do goleiro e tocou para trás para Torres, que estava livre. Ele, porém, dominou errado e permitiu o corte da zaga do Timbu.

O segundo tempo também começou agitado. Logo aos 50 segundos, Depietri, que entrou no intervalo, cruzou e Pikachu pegou de primeira, para boa defesa do goleiro do Náutico. O Fortaleza continuou em cima e ampliou a sua presença no campo de ataque com relação ao primeiro tempo.

A recompensa chegou aos 11 minutos, quando o Fortaleza ganhou um pênalti da zaga do Náutico. Após boa trama do ataque do Tricolor, Lucas Lima invadiu a área, cruzou rasteiro e o zagueiro Camutanga, ao tentar cortar, tocou com a mão na bola. Pikachu bateu e converteu.

O Náutico não se intimidou, porém, e chegou ao empate logo depois. Após cruzamento da direita, aos 19 minutos, a bola sobrou para Eduardo, que pegou bonito, de primeira, e mandou no cantinho, sem chances para Fernando Miguel.

Após o empate, as equipes voltaram a alternar ataques. A perna, porém, pareceu começar a pesar e a conclusão das jogadas começou a sofrer com erros técnicos. Exceção foi aos 35, quando, após contra-ataque, Pikachu recebeu já dentro da área e bateu firme, obrigando Lucas Perri a fazer espetacular defesa.

O Fortaleza chegou aos últimos minutos do jogo tentando ensaiar uma pressão. Aos 45, Silvio Romero recebeu na área, limpou e bateu firme. Após desvio, a bola passou muito perto da trave direita do Náutico. Mas o empate não saiu do placar e o Fortaleza teve mesmo que se contentar com o um ponto em Recife.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags