Participamos do

No retorno da torcida ao Castelão, Fortaleza perde para Atlético-GO pela Série A

Com presença de público no estádio após um ano e meio, Tricolor tem dois gols anulados por impedimento, é derrotado por 3 a 0 pelo Dragão e volta a tropeçar dentro de casa
19:04 | Out. 02, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Repórter de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em dia histórico pelo retorno dos torcedores aos estádios no futebol cearense, o Fortaleza perdeu por 3 a 0 para o Atlético-GO, neste sábado, 2, na Arena Castelão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe do Pici teve dois gols anulados e amargou o revés com placar elástico no reencontro com a torcida após 570 dias.

Os gols do confronto foram marcados por Felipe, contra, Baralhas e Brian Montenegro. Sem conseguir impor o ritmo intenso e ofensivo de outras partidas, o Tricolor teve tentos de Wellington Paulista e Bruno Melo anulados por impedimento após revisão do VAR.

Com o resultado, o Leão segue com 36 pontos e poderá ser ultrapassado pelo Flamengo-RJ na rodada. O próximo compromisso será diante do Fluminense-RJ, quarta-feira, 6, às 21h30min, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 24ª rodada do Brasileirão. Será a primeira partida da equipe carioca com público na competição nacional.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jogo

Sem contar com o ala esquerdo Lucas Crispim, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Juan Pablo Vojvoda deu vez a Bruno Melo no Fortaleza. Já o ataque foi formado por David e Wellington Paulista nos lugares de Romarinho e Robson. Apesar do apoio da torcida, os donos da casa não conseguiram mostrar ímpeto ofensivo no primeiro tempo.

Logo aos três minutos, em falta cruzada para a área, Wanderson subiu para cabecear e Felipe Alves fez a defesa no alto. Seis minutos mais tarde, André Luís deu passe em profundidade para Ronald, que recebeu na ponta esquerda, avançou e bateu forte para nova intervenção do camisa 12 tricolor.

Aos 16 minutos, após troca de passes no ataque, Igor Cariús achou João Paulo na entrada da área. O ex-meia do Leão dominou e encheu o pé para defesa de Felipe Alves. A presença do Dragão no campo de ataque amadureceu o gol, que saiu aos 17: Dudu cobrou falta cruzada da direita, Felipe Alves saiu mal do gol, Benevenuto não cortou de cabeça, a bola bateu em Felipe em entrou na própria meta.

Após sair atrás do placar, o Tricolor tentou reagir e até chegou a balançar as redes, mas teve o tento anulado por impedimento. Aos 23 minutos, Éderson fez lançamento para a área, Bruno Melo ajeitou de cabeça, Wellington Paulista completou, mas Éder cortou para escanteio. Na cobrança de Yago Pikachu, Marcelo Benevenuto cabeceou, e o camisa 9 mergulhou para balançar as redes. O lance foi revisado pelo VAR, que apontou posição irregular do centroavante.

O Atlético-GO voltou a assustar aos 28, quando Benevenuto tentou proteger a bola na linha de fundo, João Paulo roubou, driblou Tinga e finalizou rente à trave para defesa de Felipe Alves. Na reta final da primeira etapa, o Fortaleza tentou chegar ao empate em dois arremates de Éderson, ambos parados por Fernando Miguel.

Na volta do intervalo, o Fortaleza se lançou ao ataque e tentou pressionar os rubro-negros para igualar o placar. Aos quatro minutos, após cobrança de escanteio de Lucas Lima, Bruno Melo cabeceou para defesa de Fernando Miguel. Quatro minutos depois, o meia fez novo lançamento para a área, o ala esquerdo escorou de cabeça e o goleiro visitante defendeu em dois tempos.

Aos 13 minutos, Yago Pikachu cobrou falta cruzada da direita, Bruno Melo subiu no meio da zaga e testou firme no canto direito da meta para balançar as redes. O lance foi revisado pelo árbitro Alisson Sidnei Furtado no monitor do VAR e apontou impedimento do atacante Wellington Paulista por contato com Willian Maranhão no lance.

O Tricolor voltou a aparecer no campo de ataque aos 22, em outra bola parada, quando Pikachu bateu escanteio, Bruno Melo se antecipou na primeira trave e desviou de calcanhar para nova intervenção do goleiro do Atlético-GO. Com os donos da casa no campo de ataque, o Dragão aproveitou o contra-ataque para ampliar a vantagem.

Aos 29 minutos, Zé Roberto recebeu passe livre na ponta direita, cruzou, e João Paulo não conseguiu acertar o cabeceio com o gol aberto após saída de Felipe Alves. Na sobra, Baralhas roubou a bola de Matheus Vargas na entrada da área e arrematou forte à direita da meta tricolor para fazer 2 a 0.

O Leão tentou pressionar na reta final para reverter a situação, mas não conseguiu reagir e ainda sofreu o terceiro gol no Castelão: já nos acréscimos, aos 49, Brian Montenegro roubou a bola de Bruno Melo na intermediária, avançou e bateu cruzado rasteiro de fora da área para marcar o terceiro gol e decretar o resultado.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags