PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Fortaleza perde para o Athletico-PR e tem permanência no G4 ameaçada na Série A

Com o revés fora de casa, o Tricolor do Pici pode ser ultrapassado na tabela até o fim da rodada da Série A

Lucas Mota
20:55 | 03/07/2021
Osvaldo foi titular contra o Athletico-PR (Foto: Leonardo Moreira/ FortalezaEC)
Osvaldo foi titular contra o Athletico-PR (Foto: Leonardo Moreira/ FortalezaEC)

Com apagão defensivo no início da partida, o Fortaleza acabou derrotado pelo Athletico-PR, por 2 a 1, na noite deste sábado, 3, na Arena da Baixada, em Curitiba. Com o revés fora de casa, o Tricolor do Pici tem a permanência no G4 do Brasileirão ameaçada na nona rodada.

Os donos da casa tiveram início avassalador e fizeram os gols da vitória ainda no primeiro tempo do confronto, antes dos dez minutos. Os paranaenses balançaram as redes com Terans e Matheus Babi. O Leão reagiu, criou chances claras, dominou o rival na segunda etapa, mas só diminuiu o placar no fim do jogo, com Torres.

Com a derrota, os cearenses estacionam nos 15 pontos, na quarta posição. O posto pode ser perdido na conclusão da nona rodada, neste domingo, 4. O Tricolor precisa torcer por tropeços de Atlético-MG e Flamengo para se manter no G4 do Campeonato Brasileiro.

Já o Athletico-PR assumiu a liderança da Série A com 19 pontos. Para se manter na ponta até o fim da nona rodada, o Bragantino não pode vencer o São Paulo neste domingo.

O Fortaleza volta a campo na próxima quarta-feira, 7, quando encara o América-MG, no Castelão. Já o Furacão enfrenta o Santos na terça-feira, 6, na Vila Belmiro.

Primeiro tempo
O início do Furacão foi avassalador. Com dez minutos de jogo, os donos da casa já estavam com 2 a 0 no placar. O Athletico-PR abriu o marcador no primeiro minuto com gol relâmpago de Terans. Aos 8, Matheus Babi ampliou. Com a vantagem, os paranaenses recuaram e passaram a apostar no contra-ataque.

Depois de sofrer os gols, o Tricolor se organizou e passou a criar jogadas ofensivas de perigo, mas não foi eficiente para balançar as redes. Osvaldo, Pikachu, Matheus Vargas e Felipe chegaram a assustar a meta do goleiro Santos.

Por mais que tenha diminuído a intensidade, o Athletico-PR chegava menos, mas quando se lançava ao ataque criava chances mais perigosas do que o Leão. Terans acertou o travessão da meta defendida por Felipe Alves. O goleiro evitou mais um gol de Matheus Babi ao defender a finalização do centroavante adversário. Christian quase amplia nos acréscimos.

Segundo tempo
Precisando reverter a desvantagem no placar, o Fortaleza começou pressionando o Furacão. No primeiro minuto, Pikachu assustou com finalização dentro da área. Pouco tempo depois, Robson concluiu cruzamento de Tinga de bicicleta, mas a bola passou por cima do gol de Santos. Vargas ainda teve a chance na entrada da área e desperdiçou antes dos dez minutos.

O Leão dominou a posse de bola, controlou as ações ofensivas, mas teve dificuldade na conclusão das jogadas devido à organização defensiva do adversário, no decorrer do segundo tempo. O time do Pici só conseguiu furar o bloqueio do Furacão aos 39 minutos com Torres, dando números finais ao confronto.

Ficha técnica

Athletico-PR
4-2-3-1: Santos; Marcinho, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Abner; Richard e Christian (Zé Ivaldo); David Terans (Erick), Nikão (Cittadini) e Vitinho (Carlos Eduardo); Matheus Babi. Téc: Antônio Oliveira

Fortaleza
3-5-2: Felipe Alves; Tinga, Benevenuto e Titi; Pikachu, Ronald (Éderson), Felipe (Luiz Henrique), Crispim e Vargas (Romarinho); Robson (Torres) e Osvaldo (David). Téc: Vojvoda

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 2/7/2021
Horário: 19 horas (de Fortaleza)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli-MG
Assistentes: Guilherme Dias Camilo-FIFA/MG e Fernando Nándrea Antunes-FIFA/MG
VAR: Emerson de Almieda Ferreira-MG
Cartões amarelos: Vitinho, Abner e Matheus Babi (ATH); Robson, Ronald e Pikachu (FOR)

Veja a tabela da Série A