PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Pikachu diz não ter preferência entre atuar como lateral ou ponta e deixa escolha para Enderson

Jogador comentou também sobre como está fisicamente e disse o que o atraiu no convite do Tricolor para deixar o Vasco após cinco anos

Brenno Rebouças
19:19 | 22/03/2021
Apesar de já estar regularizado, Pikachu ainda não estreou pelo Fortaleza  (Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)
Apesar de já estar regularizado, Pikachu ainda não estreou pelo Fortaleza (Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)

Apresentado oficialmente como jogador do Fortaleza nesta segunda-feira, 22, uma semana após chegar ao Pici, Yago Pikachu falou sobre como gosta de atuar em campo. Ele não resolveu o dilema da torcida tricolor sobre como se referir a ele, lateral-direito ou ponta-direita, mas disse ter segurança para jogar das duas formas e deixou a escolha com o treinador.

"Hoje em dia me sinto muito confortável nas duas posições. Comecei minha carreira de lateral, mas ano passado inteiro, praticamente, e nesses cinco anos que passei no Vasco, a maioria dos jogos foi atuando como ponta. Então acredito que estou muito adaptado nessas duas posições e deixo a critério do Enderson (Moreira)”, disse.

Só mesmo com a estreia de Pikachu, então, é que ficará claro que a comissão técnica enxerga o jogador em campo. Ele ressaltou que tem a ofensividade como característica forte e que pode atuar também como um ala, a depender do esquema tático e da maneira de jogar proposta pela equipe em que atua.

Em tese, Pikachu tem nova chance de estrear nesta terça-feira, 23, no Castelão, na partida entre Fortaleza e Santa Cruz-PE, já que está regularizado. Questionado se tem condições físicas para isso, saiu pela tangente.

"Meu último jogo foi na última rodada do Campeonato Braisleiro, no final de fevereiro. Depois daquele período fiquei uma semana de férias, realmente aproveitei, descansei, depois continuei trabalhando sim, claro que não no clube, mas particularmente. É claro que não é a mesma coisa de estar em campo, fazer trabalho específico de futebol, mas nessa semana que eu estou aqui, estou muito mais preparado que quando cheguei e estou querendo crescer, evoluir cada vez mais na parte física. Acredito que não seja problema nenhum estar à disposição, cabe à comissão", explicou.

Pikachu revelou que já mira o título da Copa do Nordeste e que essa competição foi uma das coisas que o fez aceitar a proposta do Leão. "Eu vejo o Fortaleza crescendo cada vez mais, pelas conquistas recente, a própria Copa do Nordeste, a conquista da Série B, então esse projeto pesou muito e acredito que posso acrescentar de alguma forma pra eu crescer e para o clube”
Além do projeto e das conquistas, uma ligação de Sérgio Papellin. "As vezes que a gente jogava (Vasco) com o Fortaleza eu trocava camisa com ele, é um cara com quem já trabalhei no Paysandu em 2014, entrou em contato comigo, me apresentou o projeto e foi importante sim a ligação dele para que hoje eu possa estar aqui", admitiu.