Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Enderson Moreira lamenta derrota do Fortaleza para o Atlético-GO: "Resultado péssimo"

Treinador ainda mencionou que o Leão "sente demais" situações emocionais no jogo, se referindo ao pênalti perdido por Juninho, mas ressaltou que mesmo assim equipe poderia ter saído com resultado melhor
21:51 | Jan. 24, 2021
Autor Gerson Barbosa
Foto do autor
Gerson Barbosa Repórter Rádio O POVO CBN
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na derrota para o Atlético-GO na noite deste domingo, 24, o Fortaleza perdeu duas posições na tabela de classificação e agora é o primeiro time fora da zona de rebaixamento, embora a distância para ela permaneça de três pontos. O técnico do Leão, Enderson Moreira, entende que o revés para o Dragão "foi péssimo" para as pretensões do clube na temporada.

"O Atlético-GO na sua casa abriu mão um pouco do jogo, criamos boas situações propondo, poderíamos ter saído na frente. Perdemos boas oportunidades e com o gol deles tivemos que correr atrás, buscar, e infelizmente o resultado foi péssimo, apesar de achar que a gente poderia ter saído com resultado diferente", declarou o treinador.

Quando o jogo ainda estava 0 a 0, o Fortaleza teve um pênalti ao seu favor, podendo largar na frente no placar. Juninho acabou desperdiçando e após o Atlético-GO conseguiu aparecer mais no ataque até abrir o placar em uma penalidade. Enderson entende que o Leão "sente demais" e precisa reverter as situações negativas que acontecem em campo.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA TAMBÉMClubes cearenses prestam homenagem às vítimas de acidente aéreo do Palmas

"Acima de tudo precisamos dar a volta nesses momentos. Acho que emocionalmente a gente sente demais essas situações. Precisamos reverter isso dentro de campo, com uma postura mais aguerrida, competitiva. E é o que temos pedido e insistido muito com os jogadores. Mas mesmo atrás do placar, a gente poderia ter saído com um resultado bem melhor", analisou o técnico.

Por fim, o treinador falou sobre não ter tirado o volante Juninho quando ele estava amarelado - o atleta acabou expulso com um segundo amarelo. "Se eu tirar todo jogador que tiver cartão amarelo, a gente vai fazer três ou quatro substituições assim por jogo. Juninho é muito importante para nós. Conversamos com ele para ter tranquilidade, mas naquele lance perdeu até um pouquinho do controle em termos de escorregar, mas são os riscos que temos que tomar precisando do resultado. Ele é um jogador que pode fazer a diferença", finalizou.

O Fortaleza volta a campo no próximo domingo, 31, pela 32ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O adversário é o Atlético-MG novamente fora de casa, em jogo marcado para as 17 horas.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar