Participamos do

Fortaleza domina, esbarra em Tadeu e empata com Goiás no Castelão; veja gols

Tricolor leva susto do Esmeraldino no início, busca empate com gol histórico de Wellington Paulista e fica no 1 a 1 com o lanterna dentro de casa
21:59 | Nov. 26, 2020
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Fortaleza dominou as ações e criou boas oportunidades, mas parou em atuação inspirada do goleiro Tadeu e empatou por 1 a 1 com o Goiás, nesta quinta-feira, 26, na Arena Castelão, em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O primeiro gol do confronto foi marcado pelo atacante Fernandão, ainda no primeiro tempo. Pelo lado Tricolor, Wellington Paulista deixou tudo igual na segunda etapa. O camisa 9 marcou o 100º gol dele na história do Brasileirão.

O próprio Wellington Paulista, David, em três oportunidades, e Yuri César tiveram chances para balançar as redes e virar o placar, mas esbarraram no arqueiro esmeraldino - e também na má pontaria.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

SÉRIE A: Gols de Fortaleza 1 x 1 Goiás

Com o resultado, o Leão do Pici chega a 29 pontos e sobe para a nona posição. O próximo compromisso será diante do Corinthians-SP, quarta-feira, 2, às 21h30min, novamente no Castelão, pela 24ª rodada da competição.

Defesa falha, Goiás aproveita

Sem o meia Marlon, diagnosticado com Covid-19, o técnico Marcelo Chamusca optou por uma formação com quatro atacantes: Osvaldo, Romarinho, David e Wellington Paulista. O Goiás, por sua vez, adotou postura mais retraída e apostava em bolas longas lançadas para Fernandão para explorar contra-ataques.

Logo aos seis minutos, Felipe deu passe em profundidade para David na ponta direita. O atacante cruzou rasteiro, a defesa esmeraldina não se entendeu, e a bola sobrou para Wellington Paulista, que não conseguiu dominar.

Enquanto os donos da casa esbarravam no reforçado sistema defensivo adversário, o Goiás aproveitou para sair na frente. Aos 23, Miguel Figueira deu bom passe em profundidade nas costas da defesa tricolor, Fernandão ficou cara a cara com Felipe Alves e bateu colocado para abrir o placar.

Em desvantagem, o Leão se lançou ao ataque e conseguiu criar oportunidades nos minutos finais da primeira etapa. Aos 41, Tinga fez jogada individual pelo lado direito, cruzou rasteiro, e David desviou sem força para a defesa de Tadeu. Dois minutos depois, Romarinho arriscou chute forte de fora da área, e a bola saiu por cima da meta.

Aos 46 minutos, David teve a melhor chance do primeiro tempo nos pés: Wellington Paulista não conseguiu dominar passe de Felipe, e a bola sobrou para o camisa 17. Livre, de frente para Tadeu, o atacante bateu forte à esquerda da meta, para fora.

Leão pressiona e empata

No segundo tempo, com a equipe visitante ainda mais recuada, o Fortaleza controlou as ações do confronto e conseguiu chegar ao empate. Aos cinco minutos, Romarinho fez jogada individual pelo lado direito e cruzou rasteiro. David dominou, limpou a marcação e bateu cruzada de perna esquerda, mas Tadeu mergulhou para fazer a defesa.

Três minutos depois, Tinga recebeu lançamento na ponta direita, escorou para dentro da área, e Wellington Paulista cabeceou por cima da meta. Aos 15, porém, o camisa 9 não desperdiçou: aproveitou cruzamento rasteiro de Bruno Melo e empurrou para o fundo das redes, marcando seu 100º em edições de Série A.

O experiente centroavante teve nova chance aos 22, quando Yuri César fez jogada pelo lado esquerdo, cruzou, e Wellington mergulhou para cabecear, mas a bola desviou em Fábio Sanches e saiu para escanteio.

O Tricolor se mantinha no campo ofensivo e tentava furar o bloqueio goiano. O Goiás, por sua vez, não conseguia contragolpear e devolvia a bola aos donos da casa. Em uma das últimas oportunidades criadas no duelo, Yuri César recebeu passe rasteiro na área e bateu colocado, mas Tadeu fez a defesa com o pé para evitar o gol aos 37 minutos.

Já nos acréscimos, aos 47, Carlinhos cruzou para Éderson, que cabeceou e viu Tadeu mergulhar para encaixar a bola. O Leão manteve a posse de bola e a presença no ataque nos minutos finais, mas não conseguiu finalizar com perigo e encerrou a partida com a igualdade no placar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags