PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

De virada, Fortaleza perde para o Athletico-PR em Curitiba; veja os gols

Tricolor sai na frente, mas sofre derrota do Furacão por 2 a 1. Leão fica na bronca com a arbitragem por gol anulado e lance do segundo gol

19:58 | 07/11/2020
Atacante Romarinho em lance do jogo Athletico-PR x Fortaleza, na Arena da Baixada, em Curitiba (Foto: Dudu Oliveira/Fortaleza EC)
Atacante Romarinho em lance do jogo Athletico-PR x Fortaleza, na Arena da Baixada, em Curitiba (Foto: Dudu Oliveira/Fortaleza EC)

O Fortaleza perdeu por 2 a 1 para o Athletico-PR, de virada, neste sábado, 7, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou a equipe cearense insatisfeita com a atuação da arbitragem em lances capitais.

O Tricolor abriu o placar com gol do atacante Bergson, ainda na primeira etapa. O camisa 29 ainda teve outro tento anulado, na segunda etapa. O Furacão conseguiu reverter a vantagem tricolor com gols de Carlos Eduardo e Renato Kayzer.

Com o revés, o Leão do Pici permanece com 24 pontos. O próximo compromisso será diante do Bahia, quarta-feira, 11, às 18h45min, na Fonte Nova, em Salvador, em duelo válido ainda pela 18ª rodada da Série A.

Tricolor domina e marca

Em busca da segunda vitória como visitante na competição, o técnico Rogério Ceni optou por maior poder de fogo e escalou o Fortaleza com quatro atacantes: Osvaldo, Romarinho, Bergson e David. A tátic funcionou, e a equipe dominou as ações ofensivas na primeira etapa.

Logo aos três minutos, o goleiro Santos saiu jogando errado com os pés, Bergson aproveitou o vacilo e chutou com o gol aberto, mas o zagueiro Pedro Henrique conseguiu cortar de carrinho. Quatro minutos depois, em jogada individual de Osvaldo, David recebeu passe na área, limpou a marcação e finalizou para fora.

Superior na partida, o Tricolor anulava as ações dos donos da casa e se mantinha a maior parte do tempo com a posse de bola. Aos 16, David cobrou lateral rápido para Bergson, que invadiu a área pela ponta direita e cruzou rasteiro, mas ninguém chegou para finalizar.

No minuto seguinte, os papéis se inverteram, e o Leão abriu o placar. Jackson fez lançamento da defesa, Gabriel Dias ganhou da marcação de cabeça e tocou para David, que ajeitou para Bergson. O camisa 29 bateu colocado no contrapé de Santos e fez o gol.

Em desvantagem, o Furacão tentou reagir, mas não conseguia construir jogadas. Aos 30 minutos, Osvaldo arriscou chute de fora da área, e o arqueiro rubro-negro defendeu. No minuto seguinte, após cruzamento de Gabriel Dias, Santos rebateu mal a bola, e Bergson cabeceou, mas Pedro Henrique apareceu novamente para salvar. Na reta final do primeiro tempo, o Fortaleza ainda teve novas oportunidades com David e Romarinho, mas não conseguiu ampliar o placar.

Furacão reage e vira

No segundo tempo, o Athletico-PR assumiu nova postura para tentar evitar o 12º jogo seguido sem vitória. Na primeira oportunidade clara, Felipe Alves defendeu sem dificuldade chute de dentro da área.

O Tricolor respondeu rápido e balançou as redes, mas o gol foi anulado após checagem do VAR, que apontou impedimento de Romarinho. Na sequência do lance, o camisa 20 dá bom passe em profundidade para Bergson, que bate forte cruzado e marca o gol postariormente invalidado.

A partir daí, o time paranaense assumiu as rédeas do confronto e conseguiu reverter o placar. Aos 11 minutos, após cobrança de escanteio, Thiago Heleno subiu e cabeceou firme, mas Felipe Alves defendeu. Cinco minutos depois, Renato Kayzer recebeu passe na esquerda, cruzou rasteiro, e Carlos Eduardo bateu forte para deixar tudo igual na Arena da Baixada.

Aos 23, o centroavante apareceu novamente, dessa vez livre para cabecear, mas o camisa 12 do Leão espalmou. Quatro minutos depois, o Rubro-Negro carimbou o travessão. Aos 31, foi Nikão quem subiu e cabeceou na rede pelo lado de fora.

Nos minutos finais, a pressão do Athletico surtiu efeito e culminou no resultado positivo. Aos 44 minutos, Erick fez boa jogada pelo lado direito e cruzou para Renato Kayzer, que cabeceou colocado e obrigou Felipe Alves a fazer boa defesa.

Dois minutos depois, o arqueiro tricolor não conseguiu evitar o gol da virada. Após bate-rebate na área, a bola sobrou para Renato Kayzer, que finalizou forte para fazer 2 a 1. O camisa 79 se emocionou na comemoração do gol que pôs fim ao jejum rubro-negro. O Tricolor ainda tentou reagir para empatar, mas não houve tempo.