PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Em jogo frenético, Fortaleza e São Paulo empatam por 3 x 3 na ida das oitavas da Copa do Brasil; veja os gols

Leão chega a ficar na frente em três vezes no jogo, mas, com dois a menos, acaba cedendo empate ao time paulista

Victor Hugo Pinheiro
21:24 | 14/10/2020
Fortaleza e São Paulo empataram por 3 x 3 (Foto: Leonardo Moreira /FortalezaEC)
Fortaleza e São Paulo empataram por 3 x 3 (Foto: Leonardo Moreira /FortalezaEC)

Fortaleza e São Paulo ficaram no empate em 3 a 3 na Arena Castelão. Em partida válida pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o duelo entre "tricolores" foi frenético e manteve o duelo eliminatório indefinido para o duelo de volta. David, Tinga e Gabriel Dias marcaram para o Leão, enquanto Brenner (2 vezes) e Luciano marcaram para o Soberano.

Com o placar em igualdade na primeira partida, o confronto segue totalmente aberto para o segundo jogo, que será realizado no Morumbi, em 25 de outubro. Como não existe a regra do gol fora de casa, qualquer empate leva a definição da vaga na disputa de pênaltis.

O JOGO

A partida começou insana na Arena Castelão. Logo aos seis minutos do primeiro, o volante Juninho bateu escanteio, o zagueiro Paulão cabeceou e, após grande defesa do goleiro Tiago Volpi, o atacante David marou o primeiro gol do jogo. O Leão não teve tanto tempo para comemorar a vantagem. Aos 15, o meia Gabriel Sara cruzou na linha de fundo, o atacante Luciano finalizou errado e o centroavante Brenner deixou tudo igual no placar.

Aos 20 minutos, o Leão voltou a ficar na frente, com um golaço. O lateral Tinga avançou com liberdade pela direita, soltou um lindo chute no ângulo, sem chances de defesa para o arqueiro do time paulista, que até conseguiu tocar na bola. Após o tento, o Tricolor do Pici conseguiu se defender bem das investidas do adversário e até poderia ter aproveitado melhor as jogadas em velocidade.

Com o primeiro tempo já se aproximando da reta final, o Soberano voltou a marcar aos 43 minutos. Gabriel Sara, de calcanhar, tocou para o lateral-direito Igor Vinicius. O camisa 2 cruzou rasteiro, e Luciano chegou - livre de marcação - deixando tudo empatado na partida.

O time visitante voltou do segundo tempo tentando pressionar o Leão, e ficou em vantagem numérica aos 10 minutos da etapa final. Após Brenner ser derrubado por Felipe Alves, em jogada fora da área, o arqueiro acabou levando cartão amarelo. O lance foi revisado pelo VAR e, depois da checagem, o camisa 12 acabou sendo expulso. Ceni optou pela saída do volante Felipe para a entrada do goleiro Max Walef.

A desvantagem numérica não abalou os donos da casa. Aos 19, o Juninho cruzou na cabeça do lateral-direito Gabriel Dias. O camisa 13 subiu, ganhou da defesa do tricolor paulista e cabeceou no cantinho do gol. Após marcar o terceiro, o Leão teve grande chance com o atacante Yuri César. O jovem avançou livre e carimbou o travessão, desperdiçando a chance do quarto.

O Soberano resolveu abusar das jogadas de cruzamento para encontrar o gol da igualdade no Castelão. O lateral-esquerdo Carlinhos também foi expulso, após demorar a ser substituído e falar algo que desagradou o árbitro. Com uma pressão enorme, o time paulista empatou o jogo aos 50 minutos do segundo tempo, com mais um gol de Brenner. Ainda houve tempo para uma checagem de pênalti para o São Paulo no último lance, mas a penalidade não foi marcada.