PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Novo contratado do Fortaleza, Michel aposta na versatilidade em campo para ter sucesso

O jogador, que originalmente atua como volante, também pode jogar como zagueiro e lateral

16:57 | 13/01/2020
Michel sendo apresentado no Fortaleza, ao lado do diretor de futebol do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa
Michel sendo apresentado no Fortaleza, ao lado do diretor de futebol do Fortaleza, Daniel de Paula Pessoa (Foto: Deísa Garcez / Especial para O Povo)

Rogério Ceni, treinador do Fortaleza, é conhecido por gostar de jogadores que possam atuar em mais de uma posição no campo de jogo. A contratação do volante Michel, ex-Grêmio, se encaixa nesse perfil. Ele foi apresentado nesta segunda-feira, 13, no CT Ribamar Bezerra, e falou sobre sua versatilidade em campo e sobre a influência de Rogério Ceni na sua contratação.

O atleta de 29 anos, que joga originalmente como volante, atuou várias partidas como zagueiro no Grêmio em 2019. Ele também jogou como lateral-esquerdo no Atlético-GO em 2016, quando a equipe goiana era comandada por Marcelo Cabo. O jogador comentou sobre a sua disponibilidade para atuar em mais de uma posição.

“Eu estou aqui para ajudar. Estou à disposição do Rogério, se ele for me utilizar de volante, de zagueiro, de lateral. Estou aqui para dar o meu melhor. Independentemente do campeonato, da competição. Acho que nós somos pagos para jogar e suar a camisa. Creio que será um ano maravilhoso”, disse.

Bruno Melo (lateral, volante e zagueiro) e Felipe (volante e lateral) são outros exemplos de jogadores versáteis do Tricolor do Pici, que costumam ter a simpatia de Rogério Ceni.

Michel também revelou que a presença de Rogério no comando técnico do Leão fez diferença para sua resposta ao clube cearense. Ceni ligou diretamente para o atleta e pediu por sua contratação.

“O Rogério teve a liberdade de pessoalmente me ligar, acho que isso pesou muito na minha contratação. Não só isso. A gente sabe da história linda do Fortaleza, da torcida apaixonada que tem aqui. Isso para nós, jogadores, é muito importante. A gente querendo dar mais dentro de campo e a torcida apoiando, acho que isso consegue sugar mais do jogador. Estou muito feliz com esse convite para vestir essa camisa”, falou.

Ele também comentou sobre o desejo de repetir o desempenho de 2017, quando foi campeão da Libertadores com o Grêmio e ainda venceu uma Bola de Prata, por ter sido um dos melhores volantes do Campeonato Brasileiro daquela temporada. “Tudo aquilo que o Michel passou em 2017, esse é meu objetivo, de fazer novamente. Claro que são novos desafios, mas o meu desafio é esse, estar sempre melhor para estar ajudando o Fortaleza”, revelou.

Michel também tem no currículo a Recopa Sul-Americana de 2018, dois Campeonatos Gaúchos (2018 e 2019) e uma Recopa Gaúcha em 2019, com o Grêmio, um Campeonato Brasileiro da Série B em 2016, pelo Atlético-GO, e um Campeonato Paulista da Série A3 em 2014, pelo Grêmio Novorizontino.