PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Departamento Médico do Fortaleza atualiza situação dos atletas lesionados

Zagueiro Roger Carvalho e atacante Wellington Paulista estão próximos de retornar. Edinho ainda inspira cuidados

21:26 | 19/06/2019
Wellington Paulista está fora dos jogos desde a final da Copa do Nordeste
Wellington Paulista está fora dos jogos desde a final da Copa do Nordeste(Foto: Mateus Dantas)

O hiato da Série A do Brasileiro servirá para os clubes recuperarem atletas que estão lesionados. No Fortaleza, por exemplo, há uma corrida contra o tempo para deixar o zagueiro Roger Carvalho e os atacantes Edinho e Wellington Paulista prontos para o reinício da competição. Em coletiva realizada no Pici, na tarde desta quarta-feira, 19, o médico Rafael Veras comentou sobre a situação de cada um.

Wellington Paulista é quem está mais próximo do retorno aos trabalhos com bola. Lesionado na panturrilha no segundo jogo da final da Copa do Nordeste, o centroavante viajou com a delegação por mais de uma semana e fez tratamento intensivo. Ele completa três semanas no departamento médico nesta sexta, 21, e então será liberado para transição. Na reapresentação geral do elenco, próxima terça, 25, poderá trabalhar com o restante do grupo.

Quem também já deve se juntar ao grupo no final da próxima semana é Roger Carvalho. Ele lesionou o músculo anterior da coxa no duelo contra o Grêmio e ainda precisa fechar a terceira semana de tratamento. O defensor já não apresenta dor na fisioterapia e precisa cumprir um protocolo de 20 dias até passar para os cuidados do departamento físico.

A situação de Edinho, no entanto, inspira mais cuidados. Com lesão no músculo adutor da coxa esquerda, ele está há quatro semanas em tratamento intensivo e será submetido a novo exame de imagem na sexta-feira, 21, para saber a atual condição. Ele não se queixa mais de dores, mas precisa cumprir um protocolo de seis semanas e só depois iniciar a transição. É o único, dos três, que o médico Rafael Veras não garante disponível para o jogo contra o Avaí, dia 13 de julho.

Operados

O DM deu parecer também sobre os jogadores que tiveram lesões mais sérias e precisaram fazer cirurgias. O goleiro Matheus Inácio está há seis meses recuperando do rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Ele já faz trabalhos progressivos em campos e nas próximas semanas vai ser liberado para se juntar ao restante do elenco.

Já o atacante Ederson, que teve problemas de ligamento e no menisco, tem previsão de retorno apenas para outubro, mas ele deve ser tratado com uma atenção especial. “A tendência é segurar mais o atleta no retorno, principalmente porque é um jogador de muito desempenho e que precisa de velocidade e impulsão. Precisa tomar mais cuidado para não ter uma recidiva”, explicou Veras.

Também com problema de menisco, o lateral-direito Diego Tavares tem mais dois ou até três meses de tratamento pela frente.

BrennoRebouças