PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Ceni lamenta demissão de Lisca: "não acho justo depois de tudo que ele fez ano passado, sair agora"

Técnico do Leão afirmou que Lisca fazia um grande trabalho no Ceará e não merecia ser dispensado.

10:40 | 22/04/2019
Apesar de suas equipes serem adversárias, treinadores mantém boa relação.
Apesar de suas equipes serem adversárias, treinadores mantém boa relação. (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

Nem tudo foi festa para Rogério Ceni após a conquista do título cearense de 2019. Na primeira coletiva que concedeu após a partida deste domingo, 21, o treinador do Leão mostrou chateação ao saber da saída de Lisca, demitido do Ceará minutos o fim da partida que decidiu o Estadual, em informação só oficializada pelo clube manhã desta segunda-feira, 22. Além de achar injusta a decisão, o técnico tricolor se solidarizou com o companheiro de profissão e lamenta a cultura do futebol brasileiro de transformar 'heróis' em 'vilões' em tão pouco tempo.

"Eu não acho justo por tudo o que ele fez pelo Ceará sair. Cada vez que se perde, tem que sair de um lugar. Eu não vejo assim. Cada vez que se ganha, você é o melhor. Não vejo futebol dessa maneira. Acho que ele fez um grande trabalho. Eu não acreditava que o Ceará ficaria na Série A ano passado. Quem disse que o Ceará não pode fazer uma campanha surpreendente esse ano? Lamento muito a maneira como é vista essa relação de herói um dia e passa dois, três meses, você já não serve mais. Nós também estamos sujeitos a isso. A realidade que temos que encarar é que as dificuldades aumentam quando você chega na Série A", comentou.

Ao lado da saída de Lisca, Ceni lembrou que o treinador foi injustiçado da mesma que um de seus antecessores no Alvinegro, Marcelo Chamusca, depois do acesso e título cearense foi demitido do clube meses depois de conquistar o acesso para a Série A e faturar o título cearense.

"Lamento muito, porque o futebol é um pouco ingrato. (Lisca) fez um belíssimo trabalho ano passado. Trazendo o Ceará de um momento irreversível. Estava fazendo um grande trabalho. Ninguém fez tanto pelo clube como ele fez ano passado. Eu lembro que o Chamusca subiu com o time da Série B para a Série A, ganhou título cearense, se não engano, depois de cinco rodadas da Série A saiu. Esse mundo do futebol ele é um pouco estranho. O herói de hoje é o vilão de amanhã. Quem te aplaude hoje é o que vaia amanhã. É um mundo com uma rotatividade de emoções muito grande. Por isso todo mundo tem que fazer sua análise", destacou o técnico do Leão. 

Confira o clipe especial da conquista do título cearense do Leão:

Veja também o especial do Futcast sobre a final do Campeonato Cearense:

Listen to "#50 - EXTRA | Título do Leão, permanência de Ceni e queda de Lisca" on Spreaker.

Bruno Balacó