PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
FALA, GOLEIRÃO

Boeck destaca evolução do Fortaleza e fala sobre confusão no fim de jogo: "exigimos respeito"

O Fortaleza agora volta a campo na próxima quarta-feira, 20, quando enfrenta o Floresta pelo estadual

12:17 | 18/03/2019
(Foto: Mateus Dantas / O Povo)
(Foto: Mateus Dantas / O Povo)

O empate em 1 a 1 ficou de bom tamanho segundo o goleiro Marcelo Boeck. O capitão e ídolo recente do Tricolor, falou sobre a partida de ontem, a evolução do time comandado por Rogério Ceni e o episódio lamentável no fim do jogo que terminou com duas expulsões.

"Acho que foi um grande jogo, um grande espetáculo. Esses dois últimos clássicos mostraram a grandeza e qualidade dos dois times. Lógico que queríamos vencer, buscar a nossa classificação e infelizmente não conseguimos. Mas a gente tem muita consciência que estamos evoluindo na parte tática e técnica. Estamos criando chances e sofrendo poucos gols, agora é total foco no Floresta porque temos grandes objetivos", afirmou.

"A gente sabe do que representamos não só dentro de campo, como fora também. De maneira alguma nós fomos desleal e queria abrir um parêntese para defender um colega de trabalho que foi acusado de sempre arrumar confusão. Em momento algum o Derley proferiu nada para a torcida do Ceará ou agrediu algum jogador do adversário. A gente sabe que vai ter palavrão, aquilo do clima quente, mas não foi ele que fez. Temos que ter cuidado quando acusamos alguém. Muito cuidado com a instituição Fortaleza, exigimos respeito porque temos a mesma atitude com eles. Agressão e desrespeito a gente não aceita", disse.

O Fortaleza agora volta a campo na próxima quarta-feira, 20, quando enfrenta o Floresta em jogo decisivo do Campeonato Cearense. A equipe do Pici precisa vencer para não depender de ninguém e avançar para as semis do estadual. Caso empate precisa de outros resultados. Derrota elimina.

VEJA MAIS | FUTCAST #43 - PÓS-JOGO CEARÁ 1 X 1 FORTALEZA: EMPATE É JUSTO?

Listen to "#43 - EXTRA | Pós-jogo Ceará 1 x 1 Fortaleza: empate é justo?" on Spreaker.