PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
TRICOLOR

Fortaleza informa que check-in será obrigatório no Brasileirão

17:12 | 13/03/2019
No último Clássico-Rei, pouco mais de 4 mil torcedores fizeram o check-in, dos 13.900 presentes (Foto: Julio Caesar/O POVO)
No último Clássico-Rei, pouco mais de 4 mil torcedores fizeram o check-in, dos 13.900 presentes (Foto: Julio Caesar/O POVO)

O Fortaleza informou, nesta quarta-feira, 13, que a partir do início da Série A do Brasileiro se tornará obrigatório aos sócios-torcedores fazer check-in para comparecimento nos jogos do clube. O sistema foi implantado desde a 4ª rodada da segunda fase, no Clássico das Cores, e ainda ficará em período de experiência por mais de um mês.

Uma atualização contratual vai permitir que o clube possa cobrar de seus sócios o uso do check-in. Até que isso seja feito, o Fortaleza continuará explicando e incentivando, jogo a jogo, o uso da ferramenta.

Quando a obrigatoriedade passar a valer, o sistema será aberto aos sócios dias antes das partidas e cada um terá que confirmar se vai ou não ao estádio, muito embora ainda tenha opção do “não sei”. Isso significa que o Fortaleza continuará dando prioridade ao torcedor oficial. Quando o sistema fechar, também em um dia antes da partida, o clube saberá o espaço que precisa reservar para sócios e utilizará todo o resto para venda avulsa de ingressos.

“Se o jogo for no domingo, por exemplo, a gente abre o chekc-in na segunda e aguarda até meia noite de quarta-feira. Quando fechar, contabilizamos o número de sócios que confirmou presença e este terá seu lugar garantido”, exemplifica o responsável pelo programa Leões do Pici, Gigliani Maia.

 

 

Questionado se o clube vai barrar quem não fez o check-in ou quem fez check-out (informou que não ia) e mudou de ideia, o dirigente disse que eles até poderão entrar, mas apenas se ainda tiverem lugares vagos no setor específico.

No Clássico-Rei, pouco mais de 4 mil torcedores fizeram check-in, enquanto mais de 13 mil compareceram. Por precaução, o clube tinha reservado 17 mil lugares, mas perdeu grana em não colocar os demais lugares à venda.

Para quem reclama que não consegue utilizar o site para mexer no sistema, Maia diz que é necessário uma atualização de cadastro rápida. Um aplicativo específico para check-in do sócio-torcedor do Fortaleza também está sendo desenvolvido.

BrennoRebouças