A década de ouroFortaleza Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


A década de ouro

De 2000 a 2010, Fortaleza venceu nove estaduais e conquistou dois acessos para a Série A

06:00 | 18/10/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
Nove títulos estaduais, dois acessos para a Série A (2002 e 2004) e uma campanha de destaque na elite do futebol, em 2005. A primeira década dos anos 2000 foi a mais vitoriosa da história do Fortaleza Esporte Clube. Um período que teve início de forma marcante com o impedimento do pentacampeonato do maior rival com gol emocionante de Daniel Frasson.
 
O Leão do Pici reinou em absoluto no Campeonato Cearense durante a década de ouro, com o tri em 2005 e o tetra em 2010. Apenas em 2002 e 2006, o time não ergueu a taça do estadual. Ídolos não faltaram nesta época, como Clodoaldo, Ronaldo Angelim, Vinicius, Lúcio Bala, Dude, Bosco, entre outros.
 
Um dos ídolos mais marcantes do clube neste período vestiu a camisa 9 por cinco temporadas: Rinaldo. O "homem-raio" venceu os estaduais de 2004/07/10, participou das campanhas do acesso na Série B 2004 e da destacada Série A 2005 e foi artilheiro de dois Cearenses e uma Segundona.
 
"O segredo desta época foi o grupo. Era muito homogêneo, não tinha vaidade. Todo mundo se ajudava. Os jogadores abraçaram a causa. Se for ver, cada jogador fez sua história aqui neste período. O sucesso foi grande porque os atletas foram escolhidos a dedo", disse o R9.
 
Na galeria dos presidentes mais vitoriosos do clube, Jorge Mota comandou a gestão do Tricolor na década de ouro, entre 2000 e 2005. Para o ex-mandatário, o triunfo inesperado diante do Ceará, que impediu o penta e abriu uma época de glória, foi responsável por impulsionar o Fortaleza.
 
"Estávamos há vários anos na Série C. Nesse período que antecedeu houve uma hegemonia do Ceará e o Ferroviário foi bi. Fazia sete anos que a gente não tinha nada. Conseguimos unir aos poucos a família tricolor com o título em 2000 e os demais títulos foram acontecendo. Uma coisa foi puxando a outra. O alto astral foi sendo devolvido ao torcedor, que passou a ter orgulho de novo de torcer", afirmou.
TAGS