PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Sobre encarar o Fortaleza

"Fico receoso pela pressão que o árbitro vai receber", diz técnico do Uniclinic

19:52 | 07/03/2018
Técnico do Uniclinic criticou postura do Fortaleza quanto a arbitragem cearense . Foto: Mateus Dantas/O POVO
Na véspera do jogo contra o Fortaleza, marcado para esta quinta-feira, 8, no Estádio Domingão, o técnico do Uniclinic, Luan Carlos, demonstrou preocupação com a arbitragem da partida. O motivo não é desconfiança da qualidade técnica dos profissionais cearenses, garante ele, mas receio de reflexos em campo da queda de braço entre Fortaleza e arbitragem local no começo da semana. 

"Me preocupa muito a forma como a diretoria do Fortaleza se posicionou em relação à arbitragem. Eu fico receoso pela pressão que o árbitro que vem aqui apitar o jogo vai receber, principalmente depois que saiu aquele ofício dizendo que eles não apitariam mais jogos do Fortaleza na competição. Então me preocupa sim e eu espero muito que isso não seja transferido para dentro do campo", expôs Luan Carlos.

Técnico mais jovem do Brasil, com apenas 25 anos, ele ainda opinou que houve exagero no episódio da solicitação de arbitragem de fora, que gerou o movimento liderado pelo Sindicato dos Árbitros. “É muito feio por parte de uma equipe tão grande como o Fortaleza ficar levando o foco todo para a arbitragem. Tantas coisas positivas que a equipe deles tem pra apresentar para o torcedor, a sequência de resultados positivos, o artilheiro da competição e do país, enfim, tem coisas maiores que a arbitragem”, disse.  

Recomendadas para você

Comentários