PUBLICIDADE
Esportes

Decisão judicial impede inscrição de reforços do Fluminense

O Fluminense ganhou um problema para a partida desta quinta-feira, contra o Americano, em Macaé, pelo Campeonato Carioca. Um liminar concedida ao Real Noroeste-ES impede os tricolores de registar reforços. O clube capixaba afirma que os cariocas não repassaram a totalidade do dinheiro da venda do atacante Richarlison ao Watford-ING, que hoje está no Everton-ING. [?]

12:15 | 22/01/2019

O Fluminense ganhou um problema para a partida desta quinta-feira, contra o Americano, em Macaé, pelo Campeonato Carioca. Um liminar concedida ao Real Noroeste-ES impede os tricolores de registar reforços. O clube capixaba afirma que os cariocas não repassaram a totalidade do dinheiro da venda do atacante Richarlison ao Watford-ING, que hoje está no Everton-ING.

A determinação foi dada pelo juiz Carlos Magno Telles, da Vara Única de Água Branca, no último dia 8 de janeiro. Por esta razão, Yony González, Mateus Gonçalves, Marlon, Nathan Ribeiro, Luiz Fernando e Caio Henrique não puderam ser inscritos para a estreia no Campeonato Carioca, no fim de semana, contra o Volta Redonda.

O Fluminense se posicionou sobre o assunto por meio de uma nota oficial. Para os tricolores, a medida foi abusiva e tenta reverter a situação.

?Sobre caso Richarlison: No que diz respeito à liminar concedida em 1ª instância pelo Juízo da Comarca de Águia Branca/ES em favor do Real Noroeste Capixaba Futebol Clube, o Fluminense Football Club entende que a mesma é temerária, abusiva e proferida por Juízo já reconhecido como incompetente pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo, razão pela qual, assim que tomou conhecimento a esse respeito, adotou todas as medidas legais cabíveis para revertê-la o mais rápido possível, sendo que no momento aguarda decisão do Tribunal de Justiça daquele estado.?

Até o momento, todos ainda ano foram regularizados, o que vai causar problemas para o técnico Fernando Diniz, que contava com a regularização dos reforços.

Gazeta Esportiva