Digão não quer ficar de fora do clássico pelo FluminenseFutebol | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Digão não quer ficar de fora do clássico pelo Fluminense

Após a heroica classificação na Sul-Americana, o Fluminense volta seu foco para o Campeonato Brasileiro, onde neste sábado terá o clássico diante do Vasco, no Maracanã. Por conta da proximidade com o confronto de ida da semifinal da competição continental, o técnico Marcelo Oliveira deve optar por uma escalação alternativa. No entanto, o zagueiro Digão [?]

18:00 | 02/11/2018

Após a heroica classificação na Sul-Americana, o Fluminense volta seu foco para o Campeonato Brasileiro, onde neste sábado terá o clássico diante do Vasco, no Maracanã. Por conta da proximidade com o confronto de ida da semifinal da competição continental, o técnico Marcelo Oliveira deve optar por uma escalação alternativa. No entanto, o zagueiro Digão afirmou que, mesmo cansado, quer ir para o confronto.

?Viemos de um jogo muito forte, de muita intensidade. Só que se trata de um clássico. Acredito que ninguém queira ficar fora. Eu sou um que não quero ficar fora. Lógico que bate um cansaço, são dois dias de diferença. Nós precisamos dos três pontos. Quem estiver apto a jogar, vai jogar. Mas essa parte deixamos para o professor decidir?, disse.

Digão ressaltou que os tricolores precisam dos três pontos para seguirem próximos da zona de classificação da Libertadores e acabar de vez com o risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

?Sabemos que clássico quando se ganha muda muita coisa. E quando se perde passa a pressão para o lado do time que perdeu. Independentemente de quem jogue, entraremos com sangue nos olhos para buscar os três pontos. Agora o foco é no Brasileiro. Sabemos que nossa colocação não é confortável. Precisamos fazer os tão sonhados 45 pontos para livrar de vez do rebaixamento. Vamos pensar jogo a jogo. A semifinal é muito importante, mas nosso próximo adversário é o Vasco?, declarou o comandante.

Com 40 pontos, o Fluminense ocupa a décima colocação na Série A, seis abaixo da zona de classificação para a Libertadores e os mesmo seis acima da zona de rebaixamento.

Gazeta Esportiva