PUBLICIDADE
Esportes

Chegada de reforços no Fluminense anima Marcelo Oliveira

Livre no mercado, o técnico Marcelo Oliveira aceitou o chamado do Fluminense, mas com certa preocupação. Afinal de contas, olhando de fora, o cenário no Tricolor está longe de ser animador. Uma crise política deixa o presidente Pedro Abad cada vez mais isolado, com direito a renúncia coletiva de vice-presidentes e pedidos de impeachment. O [?]

09:00 | 02/07/2018

Livre no mercado, o técnico Marcelo Oliveira aceitou o chamado do Fluminense, mas com certa preocupação. Afinal de contas, olhando de fora, o cenário no Tricolor está longe de ser animador. Uma crise política deixa o presidente Pedro Abad cada vez mais isolado, com direito a renúncia coletiva de vice-presidentes e pedidos de impeachment. O dinheiro para honrar os compromissos com o elenco mais raro do que água no deserto. Insatisfações internas e o ex-treinador do plantel, Abel Braga, tendo deixado claro que o desgaste pesou em sua decisão de entregar o cargo.

Todos esses ingredientes deixaram Marcelo Oliveira tenso, porém, as conversas com o novo diretor de futebol, Paulo Angioni, tranquilizaram o treinador. A tranquilidade virou animação nos últimos dias, quando a diretoria anunciou reforços importantes e pedidos pelo próprio treinador.

O zagueiro Digão, que vinha sendo negociado pelo Cruzeiro com o Vasco, mudou de endereço e desembarcou nas Laranjeiras, onde se tornou conhecido para o futebol brasileiro no fim da década passada. O atacante Luciano, que despontou pelo Corinthians e teve passagem pelas categorias de base da Seleção Brasileira, também aceitou o projeto do Tricolor. Dois nomes que prometem dar muita qualidade ao plantel.

?Nós sempre defendemos a ideia de que é preciso qualificar o elenco e sabemos que a diretoria está atenta. O Angioni é um profissional experiente e com certeza de grande ajuda neste momento?, disse Oliveira na sua apresentação.

A chegada de Luciano trouxe mais animação porque o Fluminense vinha brigando há muito tempo para trazer um atleta que disputasse posição com Pedro, já que João Carlos, contratado após se destacar pela Cabofriense no Campeonato Carioca, não agradou. O uruguaio Rodrigo Aguirre foi procurado, porém, acabou fazendo a opção por fechar com o Botafogo. Outro que esteve perto de assinar contrato foi o veterano Kléber Gladiador, na época em que negociava a rescisão com o Coritiba. Porém, naquela ocasião a negociação acabou paralisada e nos bastidores do clube se falava que foi problema com exames médicos, algo nunca confirmado.

O elenco segue trabalhando de olho no restante da temporada. Nesta terça-feira os treinos estão previstos para a parte da manhã. O próximo compromisso do Tricolor será pelo Campeonato Brasileiro, que está paralisado para a disputa da Copa do Mundo, no dia 19 de julho, no clássico carioca com o Vasco, pela 13ª rodada. O Fluminense ainda tem pela frente no segundo semestre a disputa da Copa Sul-Americana, que pode dar o primeiro título continental da história do time

Gazeta Esportiva

TAGS