PUBLICIDADE
Esportes

Sem diretor, planejamento do Fluminense para 2018 é atrasado

O Fluminense não conseguiu chegar a um acordo com Paulo Autuori para que ele se tornasse o novo diretor de futebol do clube. Aspectos financeiros pesaram e o clube está no mercado buscando boas opções. O problema é que o atraso nesta definição impede a evolução de outros aspectos, sendo o principal deles a formação [?]

12:00 | 12/12/2017

O Fluminense não conseguiu chegar a um acordo com Paulo Autuori para que ele se tornasse o novo diretor de futebol do clube. Aspectos financeiros pesaram e o clube está no mercado buscando boas opções. O problema é que o atraso nesta definição impede a evolução de outros aspectos, sendo o principal deles a formação do elenco para 2018. Desde a demissão de Alexandre Torres na semana passada que nenhum assunto evolui.

O presidente Pedro Abad tem tentado agilizar algumas situações, mas a falta de um homem forte no departamento de futebol realmente é tratado como prioridade. O técnico Abel Braga tem pedido agilidade em algumas transações.

Um exemplo é o caso do meia Gustavo Scarpa. É cada vez mais real que ele não vai permanecer nas Laranjeiras em 2018 por ter propostas Palmeiras e São Paulo, além de ser monitorado por Corinthians e Cruzeiro. O apoiador deverá ser negociado em um modelo que permita a chegada de dois ou três atletas, além de uma compensação financeira. A ideia de trocas para aumentar o plantel foi levantada por Abel no fim do Campeonato Brasileiro.

Outra situação que acaba se atrasando é a redução do elenco, uma vez que os empréstimos e liberações de atletas também ficam parados sem a palavra final de um gestor dentro do departamento de futebol.

A expectativa da diretoria do Fluminense é concluir a chegada de um novo diretor de futebol o mais rapidamente possível. O planejamento prevê que a maior parte do grupo esteja definida em 3 de janeiro, data da reapresentação do plantel.

Após a reapresentação, os jogadores farão exames médicos no clube e treinos por seis dias, embarcando depois para os Estados Unidos, onde participam da Copa Flórida, competição amistosa que já virou tradição no futebol norte-americana.

Por essa disputa o Tricolor encara o PSV, da Holanda, em 12 de janeiro e o Barcelona de Guaiaquil, do Equador, no dia 15. As partidas farão parte da preparação para a disputa do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, as primeiras competições do Fluminense na próxima temporada.

Gazeta Esportiva

TAGS