PUBLICIDADE
Esportes
RECUPERAÇÃO

Vítima do incêndio no Ninho, Jhonata segue internado e evolui em tratamento

Além de Jhonata, que teve 30% de seu corpo queimado pelo fogo, mais dois atletas das categorias de base do Flamengo foram internados em função da tragédia que deixou 10 mortos.

16:35 | 16/02/2019
Jhonata já ingere alimentos via oral
Jhonata já ingere alimentos via oral

Um dos sobreviventes do incêndio no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, no último dia oito de fevereiro, o atleta Jhonata Ventura segue internado, mas já apresenta evolução no tratamento. No Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio, o garoto de 15 anos de idade já conta com a cicatrização das queimaduras em seu rosto e ingere alimentos via oral, conforme aponta o boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) neste sábado.

“O paciente Jhonata Cruz Ventura encontra-se acordado e atendendo a comandos simples ao exame clínico. Ele permanece com máscara de oxigênio e uso de antibioticoterapia no tratamento. As queimaduras estão respondendo bem aos curativos e as lesões em face estão cicatrizadas. Nesta manhã (16), foi iniciada dieta oral de forma gradativa e o quadro de saúde segue estável hemodinamicamente. Segue aos cuidados do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Municipal Pedro II”, diz a nota.

Além de Jhonata, que teve 30% de seu corpo queimado pelo fogo, mais dois atletas das categorias de base do Flamengo foram internados em função da tragédia que deixou 10 mortos. Todavia, os cearenses Cauan Emanuel, de 14 anos, e Francisco Dyogo, de 15 anos, já deixaram o hospital e foram encaminhados às suas respectivas casas. O primeiro deixou a clínica na última segunda-feira, enquanto o segundo só foi liberado nesta sexta. 

Gazeta Esportiva