PUBLICIDADE
Esportes

Diego Alves explica confusão, acusa diretoria passada e garante que fica no Fla

Na parte final da temporada passada, foi noticiado que o goleiro Diego Alves havia se recusado a viajar para o confronto do Flamengo contra o Paraná, pelo Campeonato Brasileiro, por não concordar em ficar na reserva do jovem César. Nesta sexta-feira, o arqueiro falou sobre a confusão e afirmou que permanece no clube em 2019. [?]

12:45 | 04/01/2019

Na parte final da temporada passada, foi noticiado que o goleiro Diego Alves havia se recusado a viajar para o confronto do Flamengo contra o Paraná, pelo Campeonato Brasileiro, por não concordar em ficar na reserva do jovem César. Nesta sexta-feira, o arqueiro falou sobre a confusão e afirmou que permanece no clube em 2019.

?Eu quis vir para o Flamengo. Quero deixar isso claro. Construí uma carreira de 10 anos na Europa dentro de campo. Por isso hoje estou aqui. Estou aqui porque quero. Vim para ganhar títulos e entrar na história desse clube. Eu tinha que resolver essa situação interna com o Flamengo. O Marcos Braz me ligou logo que assumiu. Conversamos, depois tive uma conversa muito franca com Abel. Falei o que penso e a verdade. Ele é a pessoa responsável por eu estar hoje aqui?, explicou.

Diego Alves rechaçou que tenha se negado a viajar e criticou como a situação foi gerenciada. O goleiro acusou a diretoria passada de ter exposto o problema para mudar o foco de atenção da venda do meu Lucas Paquetá ao Milan. Além disso, ele destacou que não espera ter titularidade assegurada para seguir no clube.

?Nunca recusei uma viagem na minha vida. Sou profissional. O clube está acima de qualquer jogador. Com toda tranquilidade do mundo nunca me recusei a viajar. Nunca tinha passado por isso. Levaram a notícia completamente distorcida. Vocês sabem muito bem quem é da diretoria passada. Desviaram o foco da venda do Paquetá para mim. Eu em nenhum momento quero a titularidade assegurada. Na Europa sempre teve revezamento. Em três meses falaram inverdades, denegriram minha carreira, atingiram minha família. Durante três meses, a primeira ligação que recebi do clube foi das pessoas que estão aqui hoje. Tive uma conversa franca com o Dorival antes dele ir e aí tive ainda mais certeza que quem fez essa coisa suja tentando denigrir minha imagem. Recebi porrada de tudo quanto é lado, de pessoas que nem me conhecem?, disparou.

O arqueiro ainda fez questão de elogiar César, que terminou a temporada como titular após o próprio Diego Alves sofrer uma lesão. ?Ninguém sabe o que acontece aqui dentro. César é um menino maravilhoso. Feliz porque ele correspondeu. O Flamengo tem que dar valor à base. Não se ganha no grito. Nunca exigi nada. No meu contrato não diz que devo ser titular. Conversei com Cesar e com todo elenco?, pontuou.

Por fim, Diego Alves ressaltou que o momento é de pensar na conquista de títulos. ?Chega de promessas. Temos que ganhar títulos. O mais importante é fazer com que o Flamengo ganhe?, concluiu.

Gazeta Esportiva