Flamengo adota concentração como estratégia na LibertadoresClube de Regatas do Flamengo | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Flamengo adota concentração como estratégia na Libertadores

Depois de ser derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 0 no confronto de ida, o Flamengo tem uma missão ingrata na noite de quarta-feira, pelo choque de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. Ganhar da Raposa por três gols de diferença, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), é algo que vai exigir uma [?]

11:45 | 27/08/2018

Depois de ser derrotado pelo Cruzeiro por 2 a 0 no confronto de ida, o Flamengo tem uma missão ingrata na noite de quarta-feira, pelo choque de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. Ganhar da Raposa por três gols de diferença, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), é algo que vai exigir uma atuação de gala. O técnico Maurício Barbieri e os jogadores flamenguistas parecem não jogar a toalha e apostam que é possível mudar a história e avançar para as quartas de final. Na visão deles, a concentração deve ser a principal arma para que o objetivo seja alcançado.

Barbieri entende que o primeiro jogo deixou isso claro. ?Flamengo e Cruzeiro são dois times que se conhecem muito bem e que normalmente fazem jogos muito equilibrados. Espero que isso volte a acontecer nesta quarta-feira. Detalhes vão definir a partida e temos que manter o nível de concentração em alta. No primeiro jogo, o Cruzeiro marcou um gol com o Thiago Neves, que desviou uma bola que ia sair. São esses detalhes que estou falando e que vamos precisar ficar ligados?, disse o técnico.

Os jogadores do Flamengo concordam. ?Vai ser um duelo muito complicado, pois são dois times qualificados. Podemos conquistar um resultado positivo e por isso mesmo temos que entrar em campo ligados e tentando nos impor, mas sem perder a capacidade de concentração?, observou o meia Diego.

Depois de uma segunda-feira de trabalho regenerativo, o elenco do Flamengo volta a treinar nesta terça-feira, quando Barbieri define o time que vai enfrentar o Cruzeiro. Em seguida a delegação segue para Minas Gerais.

Fora de campo a diretoria ingressou com um pedido à CBF para que o meia Lucas Paquetá seja liberado da convocação para amistosos em setembro contra Estados Unidos e El Salvador. Isso porque o jogador, por servir à Seleção Brasileira, deve desfalcar o Flamengo no primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil diante do Corinthians. A entidade, porém, se mantiver a lógica de suas decisões, vai negar a solicitação.

Gazeta Esportiva