PUBLICIDADE
Esportes

Arão recusa proposta do Japão

Apesar de parecer cada vez mais sem espaço no elenco do Flamengo, o volante Willian Arão não parece disposto a abandonar a luta para retomar a condição de titular. Uma prova disso foi que o jogador recusou uma proposta do futebol japonês para permanecer na Gávea. O nome do clube que procurou o jogador, inclusive [?]

11:15 | 27/06/2018

Apesar de parecer cada vez mais sem espaço no elenco do Flamengo, o volante Willian Arão não parece disposto a abandonar a luta para retomar a condição de titular. Uma prova disso foi que o jogador recusou uma proposta do futebol japonês para permanecer na Gávea. O nome do clube que procurou o jogador, inclusive formalizando um documento oficial com valores, não foi revelado.

A diretoria do Rubro-Negro via com bons olhos a saída, que seria por empréstimo de um ano, com possibilidade de venda em definitivo dos direitos federativos do jogador, que sequer aceitou abrir tratativas.

Contratado em 2016, em uma negociação polêmica que gerou um rompimento na relação com o Botafogo, Arão chegou a ser titular do Flamengo em vários períodos. Porém, ao longo de 2018 caiu de produção e perdeu a vaga no time.

Antes do futebol japonês, Willian Arão já teve seu nome ligado a outras negociações. O Sporting, de Portugal, ainda pode formalizar uma proposta pelo jogador, mas estuda a situação com calma pois o clube português atravessa uma crise administrativa. Santos e Internacional também chegaram a demonstrar interesse na contratação do volante, mas jamais conseguiram levar a transação adiante.

O elenco do Flamengo participou de um treino tático na manhã desta quarta-feira, no Ninho do Urubu, com os jogadores sendo liberados em seguida para acompanharem ao jogo da Seleção Brasileira contra a Sérvia. O atacante colombiano Fernando Uribe participou normalmente, mas ainda mostra muita timidez, falando pouco. O técnico Maurício Barbieri convocou alguns nomes da base para completar o plantel.

O próximo desafio será o duelo contra o São Paulo, no dia 18 de julho, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já em agosto tem os confrontos contra o Cruzeiro, pelas oitavas da Copa Libertadores, e diante do Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Maurício Barbieri vai ter problemas para montar o time diante do tricolor paulista, pois o elenco perdeu muitas peças. Os atacantes Vinicius Júnior e Felipe Vizeu já estão a caminho da Europa e não jogam mais pelo clube. O primeiro teve a apresentação no Real Madrid antecipada, enquanto o segundo vai defender a Udinese da Itália. O meia Ederson não teve o contrato renovado e foi liberado para procurar outro clube, isso sem falar em Everton, que já tinha saído antes mesmo do recesso e está atuando pelo próprio São Paulo.

O lateral-esquerdo Miguel Trauco, com a seleção peruana na Copa do Mundo, não volta para o clube e será negociado, tendo a França como provável destino. Para o jogo contra o São Paulo, o drama ainda aumenta. Isso porque, expulsos no empate por 1 a 1 com o Palmeiras, os volantes Jonas e Gustavo Cuéllar e o atacante Henrique Dourado ficam de fora para cumprirem suspensão. Nesta quinta-feira o elenco treina na parte da tarde.

Gazeta Esportiva

TAGS