PUBLICIDADE
Clube de Ragatas Flamengo

Com retorno de Júlio César, Flamengo derrota o Boavista

O Flamengo derrotou o Boavista por 3 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quarta rodada da Taça Rio. Com a vitória, o rubro-negro da Gávea reassumiu a liderança do Grupo B com nove pontos ganhos, dois a mais do que o Vasco, que […]

00:00 | 08/03/2018

O Flamengo derrotou o Boavista por 3 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela quarta rodada da Taça Rio. Com a vitória, o rubro-negro da Gávea reassumiu a liderança do Grupo B com nove pontos ganhos, dois a mais do que o Vasco, que ocupa a segunda colocação. O Boavista segue com seis pontos, na quarta colocação do Grupo C.

O jogo marcou marcou a volta do goleiro Júlio César, 16 anos depois de ter deixado o clube rubro-negro para atuar no futebol europeu. Júlio César foi muito festejado pela torcida e quase não teve trabalho com o ataque adversário. Os gols foram marcados no segundo tempo por Rodinei, Diego e Lucas Paquetá, os dois últimos em cobranças de falta.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Macaé, no Moacyrzão. O Boavista vai receber o Bangu em Bacaxá.

O jogo – Apesar do campo pesado por causa do temporal que desabou pouco antes do jogo, o Flamengo partiu para cima do Boavista desde o início da partida. Logo aos dois minutos, Paquetá abriu para Rodinei que avançou pela direita e cruzou. Henrique Dourado deixou passar e Lucas Paquetá apareceu para bater com muito perigo.

Depois de um início assustado pela pressão do adversário, o Boavista foi se encontrando em campo e a partida se tornou mais equilibrada. Aos 14 minutos, o time de Bacaxá chegou pela primeira vez com relativo perigo em chute cruzado de Julio César, mas a bola saiu.

Lucas Paquetá era o mais eficiente atacante rubro-negro. O atacante se livrou de três marcadores e foi derrubado na entrada da área. O mesmo Paquetá bateu rasteiro, mas a bola não passou pela barreira. O Flamengo tinha mais posse de bola, mas não conseguia penetrar na defesa do Boavista que estava bem armada. O time de Bacaxá, por sua vez, conseguia manter o time rubro-negro longe da sua área, mas também não conseguia incomodar o gol defendido por Júlio César.

Por volta dos 30 minutos, a chuva voltou a cair forte, o que determinou a quebra de ritmo por parte das duas equipes. Aos 39 minutos, após lançamento errado de Diego a bola acabou sobrando para Everton que cruzou forte, mas a zaga do Boavista desviou para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para Everton que chutou forte e Rafael fez boa defesa.

O Flamengo começou o segundo tempo criando uma grande jogada. Éverton Ribeiro fez grande lançamento para Everton que invadiu e chutou forte, mas Rafael fez grande defesa. Depois de um primeiro tempo apagado, Éverton Ribeiro passou a participar mais do jogo, criando boas jogadas para o ataque.

O time dirigido por Paulo Cesar Carpegiani dominava completamente e, aos 13 minutos, foi a vez de Henrique Dourado desperdiçar uma ótima chance depois de receber na área e chutar torto, bem longe do gol de Rafael.

A supremacia do Flamengo se transformou em vantagem aos 18 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola atravessou a área e sobrou para o lateral Rodinei que bateu para o gol. O goleiro Rafael falhou e viu a bola morrer no fundo das suas redes.

O Boavista não mostrou forças para reagir e o Flamengo ampliou aos 36 minutos. Diego bateu falta e o goleiro Rafael pulou atrasado e não conseguiu chegar na bola.

Aos 40 minutos, Júlio César fez a primeira defesa em chute de Tartá e foi muito aplaudido pela pequena torcida presente ao Raulino de Oliveira. Dois minutos depois, Lucas Paquetá marcou o terceiro gol em perfeita cobrança de falta, sem chances para o goleiro do Boavista.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA 0 X 3 FLAMENGO

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data: 7 de março de 2018 (Quarta-feira)

Horário: 21h45 (horário de Brasília)

Público: 2842 pagantes

Árbitro: João Ênnio Sobral (RJ)

Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)

Cartão Amarelo: Elivelton(Boa); Diego(Fla)

Gols:

FLAMENGO: Rodinei, aos 18 minutos, Diego aos 36 minutos e Lucas Paquetá aos 42 minutos do segundo tempo

BOAVISTA: Rafael , Gabriel, Gustavo, Elivelton e Julio César; Douglas Pedroso(Renan Donizete), Willian Maranhão, Lucas e Tartá; Marquinho(Thiaguinho) e Felipe Augusto

Técnico: Eduardo Allax

FLAMENGO: Júlio César, Rodinei, Rhodolfo, Juan e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego, Éverton Ribeiro(Willian Arão) e Everton(Geuvânio); Henrique Dourado(Felipe Viseu)

Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

Gazeta Esportiva