PUBLICIDADE
Esportes

Ederson recebe alta e planeja retorno no futebol em quatro meses

Apesar da punição de Guerrero revelada pela Fifa, a sexta-feira do Flamengo não foi somente de más notícias. Em entrevista coletiva concedida nesta tarde, o meia Ederson recebeu alta de seu tratamento para a cura de um tumor no testículo. Em entrevista dada ao lado de Márcio Tannure, médico do Flamengo, dr. Franz Campos, que participou [?]

16:15 | 08/12/2017

Apesar da punição de Guerrero revelada pela Fifa, a sexta-feira do Flamengo não foi somente de más notícias. Em entrevista coletiva concedida nesta tarde, o meia Ederson recebeu alta de seu tratamento para a cura de um tumor no testículo. Em entrevista dada ao lado de Márcio Tannure, médico do Flamengo, dr. Franz Campos, que participou da operação, e o dr. Rafael Coelho, especialista em robótica, o jogador revelou o desejo de voltar a jogar futebol.

?Estou tendo a bênção de ter uma segunda vida, né, doutor? Espero ver num futuro breve minha volta ao trabalho, à rotina, aos gramados. Voltar a jogar futebol com um grande objetivo, mais do que nunca, acho que esse foi sempre um dos grandes objetivos da minha vida: levar alegria às pessoas. Depois de tudo o que aconteceu, reforça isso ainda mais?, comentou.

Com o tumor diagnosticado em julho, o atleta vem sendo tratado desde então. No mesmo mês, Ederson foi submetido a um cirurgia para retirar o tumor no testículo e iniciou o processo de recuperação, que chegaram a contar com sessões de quimioterapia. Nesta semana, o jogador voltou a passar por uma operação, para retirada de massa residual no local.

?Ele está recebendo alta neste dia, após uma intervenção cirúrgica de alta complexidade. Estamos falando pela primeira vez. Estamos na terceira grande batalha do tratamento dele e, agora, comemorando o sucesso de uma cirurgia que já era prevista por nós no início da patologia?, comemorou Franz Campos.

Com contrato até o final desta temporada, o meia ainda não chegou a conversar com os dirigentes rubro-negros para negociar uma renovação. O período de recuperação para que Ederson retorne aos gramados a partir de agora é de quatro meses.

?Estávamos focados em seguir o tratamento. Focados na recuperação. O Flamengo, através dos diretores e do próprio presidente, sempre me demonstrou muito apoio e me passou uma tranquilidade muito grande para me concentrar no tratamento. No momento oportuno, a gente poderia sentar e conversar sobre isso. Agora, correu tudo bem na cirurgia. Vamos sentar para ver o futuro da melhor maneira possível?, completou.

Gazeta Esportiva

TAGS