Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Nos Aflitos, Cruzeiro vence Náutico por 1 a 0 e se distancia do Z-4 da Série B

Em Recife, Raposa bate Timbu com gol de Thiago, sobe na tabela da competição nacional e vê equipe pernambucana se distanciar do G-4
21:15 | Ago. 17, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Tipo Notícia

Na noite desta terça-feira, o Náutico recebeu nos Aflitos o Cruzeiro de Vanderlei Luxemburgo, pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida terminou em vitória por 1 a 0 para os visitantes, que seguem firmes na luta para se afastar da zona de rebaixamento da competição.

O resultado contribui para aumentar a pressão no time pernambucano, antes líder, que agora se vê afastado do G-4 com cinco derrotas seguidas e há quatro jogos sem balançar as redes de seus adversários. Já o Cruzeiro volta a vencer após dois empates seguidos e soma agora 21 pontos.

Pela próxima rodada, a Raposa recebe em Minas Gerais o Confiança, às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira. Enquanto isso, o Náutico terá pela frente o CSA, em Alagoas, às 21h30 da próxima terça.

O jogo

Nos primeiros minutos de jogo, era o Cruzeiro quem tinha a bola, trocando passes na busca por espaços. Mas demorou a levar perigo. A primeira boa chegada foi aos 19, quando Dudu fez bela jogada na ponta e cruzou para Bruno José, livre, tentar de bicicleta, mas a bola foi por cima. No lance seguinte, o Náutico respondeu, obrigando defesas de Fábio.

O padrão continuou até os 30 da primeira etapa. Por mais que o Náutico até chegasse, o Cruzeiro controlava e tinha maior facilidade para criar jogadas. Porém, muitas delas interrompidas pela bandeira levantada do assistente Eduardo Gonçalves.

Na reta final, o ritmo caiu, com o Timbu equilibrando mais a posse. O jogo passou a ficar mais pausado, com muitas faltas e tentativas mal sucedidas de lançamentos no meio de campo.

Para a segunda etapa, o Cruzeiro voltou com força. Logo aos 3 minutos, Bruno José cruzou para a área, Marcelo Moreno tentou de cabeça, mas só resvalou, e a bola sobrou limpa para Dudu, que de frente para o gol, armou o voleio e mandou longe.

Mais uma vez, o Náutico respondeu no lance seguinte. Em cobrança de falta pela esquerda, a bola sobrou nos pés de Camutanga, que pareceu se assustar com a chance e chutou fraco, fácil para Fábio. Porém, Camutanga teria uma segunda oportunidade pouco depois. Após cobrança de lateral direto para a área, desta vez o zagueiro fez melhor e mandou forte de cabeça. Fábio mais uma vez evitou, mas agora com uma grande defesa.

Dudu, do Cruzeiro, foi outro a ter segunda chance para marcar. Marcelo Moreno ficou cara a cara com Jefferson e o driblou. Sem ângulo, o boliviano rolou para o atacante, que mandou para fora, mesmo com o gol livre. Dudu não teria outras oportunidades. Insatisfeito com a parte ofensiva de sua equipe, Vanderlei Luxemburgo propôs três alterações de uma vez só, mudando o ataque e a criação da Raposa.

Aos 37, enfim o gol da vitória cruzeirense. Em cobrança de falta da intermediária, Eduardo Brock mandou com muita força e Jefferson espalmou. Thiago, em condição legal, aproveitou a sobra e mandou para o gol vazio.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

"Surpresa nenhuma", garante Jussa sobre presença do Fortaleza no G-4 da Série A

Brasileirão
16:29 | Ago. 17, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Polivalente no esquema de Juan Pablo Vojvoda e titular nas últimas três partidas do Campeonato Brasileiro, o volante Matheus Jussa afirma não ter preferência sobre posicionamento em campo, elogia o nível do elenco e assegura não ver surpresa na campanha do Fortaleza na atual edição da Série A, com presença constante no G-4.

A equipe do Pici soma 31 pontos em 16 jogos disputados e ocupa a terceira posição, a um ponto do vice-líder Palmeiras-SP. Firme na zona de classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores de 2022, o Tricolor já chegou a ocupar a liderança e se mantém nas primeiras colocações após quase todo o primeiro turno da competição nacional.

"Acho que não é surpresa nenhuma porque a gente tem a consciência do trabalho que tem feito, então quem trabalha para caramba e busca essa evolução não vê surpresa no resultado. Para a gente não é surpresa nenhuma estar entre os quatro ou cinco (classificados) para a Libertadores. Vamos buscar evoluir cada vez mais para, quem sabe, buscar esse título", disse o camisa 16.

Com 24 partidas realizadas pelo Leão, Jussa já atuou como zagueiro e na posição de origem, seja mais recuado ou adiantado. Nos últimos três compromissos pelo Brasileirão, formou dupla tanto com Felipe quanto Éderson e diz estar à disposição para qualquer função.

"Não, não tenho preferência. O técnico deixa todos bem à vontade, então quem entra jogando ou no decorrer do jogo pode fazer outra função. Não tem essa preferência de nenhum atleta, todos ali estão aptos a atuar em qualquer posição. O importante é sempre estar jogando", garantiu.

Diante da concorrência interna no elenco, inclusive no próprio meio-campo, o volante de 25 anos destaca o empenho do grupo de atletas no dia a dia, ressalta a importância da força coletiva para a sequência da temporada e diz que a disputa por posição é motivadora.

"Com certeza. O grupo todo busca ser titular. Quem não quer estar jogando? A cada treino, todo mundo busca o seu melhor para estar entre os 11 e aqueles que não entram jogando buscam entrar nos jogos cada vez melhor. Isso é bom para caramba para o grupo, para o time, para o próprio técnico. Vendo todo mundo evoluindo, ele pode contar com todo mundo. E no Brasileiro, em todos os campeonatos do Brasil, é preciso ter um elenco forte. É bom para cada atleta estar buscando evolução para ajudar o Fortaleza a buscar títulos", ponderou Matheus Jussa.

O Fortaleza volta a campo diante do Juventude-RS no próximo sábado, 21, às 21 horas, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pela 17ª rodada da Série A.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Bahia anuncia demissão do técnico Dado Cavalcanti

Fim da linha
15:12 | Ago. 17, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Bahia anunciou, nesta terça-feira, a demissão do técnico Dado Cavalcanti. A saída do treinador foi concretizada após derrota para o Atlético-GO, em casa, por 2 a 1. Além do comandante, os auxiliares Pedro Gama e Dito Wolley também deixaram a equipe.

“Agradecemos os ótimos serviços prestados e desejamos grande sorte em seus novos desafios”, escreveu o clube em nota.

Ex-técnico do Bahia sub-23, Dado assumiu o time principal do Tricolor de Aço em dezembro, após a saída de Mano Menezes, e conquistou a Copa do Nordeste de 2021. No total, comandou a equipe em 51 jogos – foram 21 triunfos, 11 empates e 19 derrotas.

Aos 40 anos, o treinador pernambucano acumula passagens por Coritiba, Ponte Preta, Ceará e Náutico, entre outros clubes. Nesta temporada, sob o comando de Cavalcanti, o time de Salvador foi eliminado na primeira fase da Sul-Americana e caiu nas oitavas de final da Copa do Brasil.

O treino desta terça-feira será coordenado pelo português Bruno Lopes, técnico do time de transição. Esta equipe, por sua vez, terá o comando de Eduardo Guadagnucci, do sub-20.

Com uma vitória nos últimos oito jogos em todas as competições, o Bahia soma 18 pontos na Série A e ocupa a 13ª colocação. O Tricolor volta a campo no próximo sábado, às 19h00 (de Brasília), quando enfrenta o Grêmio em Porto Alegre, pela 17ª rodada do campeonato.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Após oito meses, Dado Cavalcanti deixa comando técnico do Bahia

Esportes
11:59 | Ago. 17, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Bahia comunicou na manhã desta terça-feira (17) que Dado Cavalcanti não é mais o técnico do time. O treinador assumiu o comando da equipe em dezembro do ano passado, após a saída de Mano Menezes. Além de evitar o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2020,  Cavalcanti conduziu o Esquadrão de Aço à conquista da Copa do Nordeste deste ano. No entanto, nas últimas seis rodadas da Série A, o Tricolor empatou uma vez, e perdeu outras cinco, sendo que três delas jogando em Salvador.

Em comunicado, o Tricolor baiano não mencionou se o treinador foi demitido ou pediu desligamento, mas  agradeceu os serviços prestados e desejou sorte ao técnico.  A nova regra do Brasileirão limita a apenas duas as demissões de treinadores ao longo da competição. 

Dado Cavalcanti comandou o time em 51 jogos nos últimos  oito meses:  venceu 21, empatou 11 e perdeu 19. Foram 81 gols marcados e 61 sofridos. JAlém do treinador, deixam o time os auxiliares Pedro Gama e Dito Wolley.

Nesta terça (17), o Esquadrão de Aço será será dirigido pelo português Bruno Lopes, técnico do time de transição. Já o elenco sub-23 será comandado por Eduardo Guadagnucci, do sub-20. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Artilheiro do Ceará no Brasileirão, Rick pede passagem e tenta se firmar como titular

Cria da base
00:30 | Ago. 17, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Antes alvo de críticas da torcida, Rick se tornou uma das principais peças do questionado setor ofensivo do Ceará. Com quatro gols marcados, o jovem atacante maranhense é o artilheiro alvinegro na atual edição da Série A e ganha força na disputa por uma vaga entre os titulares da equipe.

Aposta do técnico Guto Ferreira desde a temporada passada, o camisa 37 ganhou mais oportunidades em 2021 devido ao calendário apertado. Entrou em campo nas cinco competições que o time disputou: Campeonato Cearense, Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro. São, ao todo, 21 partidas disputadas, no total.

O primeiro gol pelo time profissional saiu apenas em maio, na goleada por 6 a 1 sobre o Caucaia, pelo Estadual. Cobrado pelo comandante para aprimorar a finalização, o jogador de 21 anos passou em branco nos outros certames, mas tomou gosto pelas bolas nas redes e vive fase artilheira no Brasileirão, competição mais importante da temporada.

"Eu venho buscando isso no dia a dia. Eu era um cara que não fazia muitos gols, mas comecei a aprimorar muito minha finalização e hoje em dia estão saindo os gols naturalmente", admitiu o extremo, em entrevista coletiva no último dia 3.

Utilizado em 11 jogos da elite nacional, Rick foi titular cinco vezes e saiu do banco de reservas em outras seis oportunidades. Das vezes em que foi escolhido pelo treinador para iniciar a partida, anotou tentos em dois confrontos: a vitória por 3 a 2 sobre o Grêmio-RS e o empate em 2 a 2 com o Cuiabá-MT.

Os outros dois gols aconteceram quando foi acionado no decorrer do jogo: no triunfo por 3 a 1 sobre o Fortaleza, em que mudou o cenário do Clássico-Rei e fez belo gol, e na derrota por 3 a 1 para o Corinthians-SP, no domingo passado. O belo chute cruzado de perna esquerda o isolou como principal goleador alvinegro na competição, à frente de nomes como Lima, Jorginho e Cléber.

"É muito importante ser titular, começar o jogo. A gente começa até um pouco nervoso, mas depois que dá o primeiro toque na bola, o nervosismo passa. Estou tentando ajudar os meus companheiros de todas as formas, seja entrando no primeiro tempo ou no segundo", ponderou o camisa 37.

Com 18 gols marcados em 16 jogos, o Vovô vê o ataque sob críticas e pode ter mudanças de peças a partir do embate contra o Flamengo-RJ, no próximo domingo, 22, às 16 horas, na Arena Castelão.

Jorginho e Vina ainda não convenceram na função de armador, e os velocistas Rick e Erick ganham força para assumir posição nas pontas, sobretudo no posto de Mendoza. A alternativa seria utilizar Lima centralizado, o que é admitido por Guto Ferreira como possibilidade para os próximos duelos.

"Às vezes, quando entra o Jorginho, o próprio Lima troca com o Jorginho em determinados momentos do jogo, e o Jorginho fica fazendo meia pelo lado, e ele (Lima) vem por dentro. E, muitas vezes, com o Rick dentro do campo fazendo esse homem da profundidade. Então, já aconteceu e com certeza deverá acontecer outras vezes", revelou o técnico.

Números de Rick na Série A 2021

  • 11 jogos disputados
  • 5 jogos como titular
  • 6 jogos entrando no 2º tempo
  • 4 gols marcados
  • Média de 0.36 gol por jogo

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

De volta após suspensão, Vina reforça Ceará contra Flamengo; veja desfalques

Brasileirão
17:06 | Ago. 16, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

De folga nesta segunda-feira, 16, o Ceará retomará os trabalhos na tarde da próxima terça-feira, 17, no estádio Carlos de Alencar Pinto, em Porangabuçu, visando o compromisso diante do Flamengo-RJ, pela Série A. O técnico Guto Ferreira poderá voltar a contar com o meia Vina, que cumpriu suspensão automática, e segue com baixas por lesão.

Com mais uma semana livre para treinos, o elenco foi liberado no dia seguinte à derrota por 3 a 1 para o Corinthians-SP, na Neo Química Arena, em São Paulo, para repouso. A preparação para o duelo contra o Rubro-Negro terá início às 15h30min de terça.

A novidade fica por conta do retorno de Vina, suspenso no revés para o Timão, no último domingo, 15, e novamente à disposição para atuar. Titular nos dois jogos anteriores - a vitória por 3 a 1 no Clássico-Rei contra o Fortaleza e o empate sem gols com o Atlético-GO -, o camisa 29 foi substituído por Jorginho no confronto em solo paulista.

Sem novos desfalques por questão disciplinar, o Alvinegro terá ausências somente por questões médicas: o goleiro João Ricardo e o zagueiro Klaus estão em período de recuperação após cirurgias, enquanto o volante Oliveira iniciou período de transição depois de sofrer dores no púbis.

Na oitava posição do Brasileirão, com 23 pontos, o Vovô recebe o Flamengo-RJ no próximo domingo, 22, às 16 horas, na Arena Castelão, pela 17ª rodada.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags