Já tranquilo na temporada, Mano revela força máxima contra o CoelhoCruzeiro Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Já tranquilo na temporada, Mano revela força máxima contra o Coelho

O Cruzeiro conquistou a Copa do Brasil e deu ao seu torcedor a possibilidade de gritar ?campeão?. O torneio rendeu à Raposa mais de R$ 60 milhões em premiações. Já no Campeonato Brasileiro, o time celeste não tem mais ambições: longe dos que comemoram e dos que derramam lágrimas. Nem por isso, Mano Menezes vai [?]

18:45 | 02/11/2018

O Cruzeiro conquistou a Copa do Brasil e deu ao seu torcedor a possibilidade de gritar ?campeão?. O torneio rendeu à Raposa mais de R$ 60 milhões em premiações. Já no Campeonato Brasileiro, o time celeste não tem mais ambições: longe dos que comemoram e dos que derramam lágrimas. Nem por isso, Mano Menezes vai dar moleza para o América, neste domingo, no Independência, no clássico mineiro.

O Coelho luta contra a queda e, embora não esteja dentro da zona de rebaixamento, vê somente os critérios de desempate lhe livrar da temida posição. O Cruzeiro por sua vez está bem posicionado e harmoniza para superar o maior rival ? voltando com as brincadeiras de ?flanelinha? tida em outros tempos quando o Galo segurou vaga para a Raposa entre os primeiros colocados. Diante disso, é energia total.

?É força máxima, sim. Essa é a resposta mais objetiva que posso dar. Vou decidir no treinamento quais serão as decisões (para o jogo contra o América). Teremos todos à disposição, com exceção de Bruno Silva e Murilo. O Sassá está à disposição, mas está suspenso (risos). Os outros todos poderemos escolher quem levar para o jogo?, declarou o treinador.

Apesar da distância de posições e o abismo de situações, Mano liga sinal de alerta para os riscos do adversário e, sobretudo, do Independência. A última lembrança do estádio é positiva (vitória por 3 a 0 sobre a Chapecoense), mas ?clássico é clássico?.

?O adversário joga bem lá. Sempre que vamos jogar lá, com raríssima exceções, vamos jogar clássicos. E clássicos são jogos aguerridos, disputados, difíceis de serem vencidos na casa do adversário. A dificuldade está aí?, concluiu.

Como Mano não abriu os treinamentos, dificilmente é impossível ter garantias de qual equipe entrará em campo diante do Coelho. Por exemplo: Fred, vai para o jogo, assim como contra o Paraná, ou volta para o banco de reservas em favorecimento a Barcos? O certo é que, considerando a força máxima de Menezes, Thiago Neves, suspenso na última partida, estará em campo.

Gazeta Esportiva

TAGS