Arrascaeta deixa futuro em aberto: ?Meus agentes querem o melhor para instituição e pra mim?Cruzeiro Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Arrascaeta deixa futuro em aberto: ?Meus agentes querem o melhor para instituição e pra mim?

O meia Arrascaeta é tido por Mano Menezes como um dos melhores jogadores do mundo. A justificativa do treinador cruzeirense é que o jogador foi chamado para a Copa do Mundo, onde somente os melhores atletas do planeta estão. Dentro do Cruzeiro, a cada dia, o atleta tem se tornado peça fundamental para os planos [?]

18:15 | 31/10/2018

O meia Arrascaeta é tido por Mano Menezes como um dos melhores jogadores do mundo. A justificativa do treinador cruzeirense é que o jogador foi chamado para a Copa do Mundo, onde somente os melhores atletas do planeta estão. Dentro do Cruzeiro, a cada dia, o atleta tem se tornado peça fundamental para os planos da Raposa. Ele, no entanto, não se garante no time azul na próxima temporada.

?Meu pensamento nunca é sobre se estou pronto para ir ou para ficar aqui. Eu tento dar o melhor para o nosso grupo, para nossa instituição. Minha parte é ajudar o time. Fora dele, meus agentes, com o clube vão querer o que é melhor para a instituição e para mim?, destacou.

O futebol de Arrascaeta demorou um pouco para acontecer em Belo Horizonte. O jogador passou um período turbulento até se encontrar na capital mineira. Segundo ele, as várias saídas do elenco quando ele foi contratado foram fundamentais para a demora na adaptação.

??Era uma experiência nova que estava vindo. Uma expectativa muito grande que se gerou fora. Mas eu vinha de um time pequeno do Uruguai, onde a infraestrutura também era muito pequena. Acho que o que mais me custou quando cheguei aqui foi que saíram muitos jogadores, então tivemos que construir um plantel novo. Isso para nós jogadores e para o treinador, sem dúvida que é difícil. Depois que chegou Mano, encontrei um grupo forte e sólido que a base está desde depois que ele chegou. E ficaram muitos jogadores. Hoje em dia o fruto disso são as duas Copas (do Brasil) que ganhamos e o Campeonato Mineiro também. Mas com certeza, hoje em dia me sinto muito identificado com a instituição. BH pra mim é quase como se eu estivesse morando em Montevidéu. Estou muito tranquilo aqui?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS