?Perdemos para um adversário que chutou duas bolas no gol?, diz Mano após revésCruzeiro Esporte Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


?Perdemos para um adversário que chutou duas bolas no gol?, diz Mano após revés

O Cruzeiro deixou o gramado do Mineirão, neste domingo, com uma derrota para o São Paulo, por 2 a 0. O placar deixou a Raposa na oitava colocação, com 24 pontos. Sobre a queda em casa, o técnico da Raposa evitou polemizar, exaltou as qualidades do Tricolor, mas lamentou a criação de sua equipe não [?]

20:30 | 29/07/2018

O Cruzeiro deixou o gramado do Mineirão, neste domingo, com uma derrota para o São Paulo, por 2 a 0. O placar deixou a Raposa na oitava colocação, com 24 pontos. Sobre a queda em casa, o técnico da Raposa evitou polemizar, exaltou as qualidades do Tricolor, mas lamentou a criação de sua equipe não surtir efeito.

?Perdemos um jogo que o adversário chutou duas bolas a gol. Nós criamos oportunidades para não perder. Jogadores erraram o que não costumam errar. A bola hoje não entrou, não entrou nem na penalidade máxima. Tivemos alguma dificuldade de criação, mas fomos empurrando, com a ajuda da torcida, mas deixamos escapar. Depois sofremos o segundo gol. Saber analisar bem, pequenos detalhes escapando, e não pode?, declarou o treinador azul.

Mano ressaltou as qualidades do São Paulo durante o jogo. Segundo o treinador, sua equipe não soube atacar, foi descoordenada para as ações de frente mesmo sabendo a proposta de jogo do Tricolor.

?Em relação ao segundo gol não, mas o primeiro gol tem que ter mais paciência para construir a vitória. A gente sabia o tipo de jogo eles estão jogando, o contra-ataque é bem construído, quando ataca de qualquer maneira uma equipe como essa, você está propicio a sofrer um contra-ataque como aquele. Poderíamos ter feito uma faltinha. Edilson bateu a falta, a bola sobrou e depois poderíamos ter feito à falta. O adversário tem mérito. Não podemos achar que só a gente tem defeitos. Na segunda parte temos que arriscar, não tem jeito, está perdendo o jogo na sua casa. Nessa hora não tem essa de criticar esse aquele?, salientou o treinador.

Mano disse que o momento é de tranquilidade para superar as adversidades e dois jogos sem vencer (Corinthians, fora, e São Paulo no Mineirão). De acordo com o treinador, é preciso trabalhar para voltar ao caminho dos triunfos.

?(Temos que ter) Tranquilidade, colocar as coisas no lugar. Se a equipe não estivesse criando, o problema seria na estruturação, na construção daquilo que se pensa em termos de tática para cada jogo. Mas está criando. Perdeu gols incríveis contra o Corinthians, hoje de novo, gol de penalidade máxima, mas não sou aqueles que acham que é tão simples assim. Quando essas coisas acontecem, elas têm explicações, provavelmente não são as que as pessoas querem ouvir, porque dirigem individualmente para esse ou aquele e futebol não é individual. É coletivo?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS