Pedrinho lembra Copinha após decidir novo ?jogão? contra o FlaSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Pedrinho lembra Copinha após decidir novo ?jogão? contra o Fla

Em 2017, Pedrinho eliminou o mesmo rival na Copinha

07:15 | 27/09/2018

O meia Pedrinho não precisou de um minuto para decidir o jogo entre Corinthians e Flamengo na noite desta quarta-feira, na Arena. Autor do segundo gol alvinegro frente aos cariocas, que decretou a vitória por 2 a 1, o canhoto revelou um pedido da irmã para decidir o ?jogão? contra os cariocas e lembrou quando já havia sido decisivo frente ao mesmo rival, na Copa São Paulo do ano passado.

?Lembrei (da Copinha). Até comentei com o Olavo (Guerra, assessor de imprensa das categorias de base) sobre esse jogo?, disse o atleta, principal revelação daquele torneio, que viu o Timão sair atrás no duelo, válido pelas oitavas de final da competição, na Arena Barueri. Logo após o tento rival, porém, fez jogada individual e empatou a partida, vencida no segundo tempo também por 2 a 1.

?Minha irmã sempre falou comigo e com o meu pai que queria um gol meu contra o Flamengo, é um jogão, ficaria marcado para sempre. Então por isso que eu dedico para a minha irmã, meu pai, minha mãe porque eu queria muito esse gol?, comentou o jovem, sempre sorridente, parecendo viajar para o momento do seu chute quando era perguntado sobre o lance.

?Eu venho trabalhando essa finalização faz tempo. Estou sempre evoluindo ainda mais. Quando eu tirei da marcação eu não pensei duas vezes em buscar o canto dele. Sabia que o goleiro ia dar um passo para o lado e eu conseguiria achar aquele gol?, relatou Pedrinho, que havia marcado em outro mata-mata do ano, contra o Bragantino, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Pedido pela torcida minutos antes de entrar, ele ainda reconheceu que não vivia a sua melhor fase no Parque São Jorge. Preterido para o retorno de Clayson à equipe titular, ele agora vislumbra uma retomada na sequência de jogos no ano para se firmar de vez no Timão.

?Nossa, para um menino de 20 anos fazer gol em um jogo desse é inexplicável, incrível. No momento do gol só passou um filme de tudo que eu passei para chegar aqui. Precisava desse gol muito importante. Só quem me conhece sabe o tanto que eu trabalhei para chegar no profissional e viver isso. É um momento mágico, vai ficar marcado para a vida inteira?, concluiu.

 

Gazeta Esportiva

TAGS