STJD suspende Clayson por dois jogos; Corinthians pode recorrerSport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


STJD suspende Clayson por dois jogos; Corinthians pode recorrer

O atacante Clayson, do Corinthians, foi punido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Futebol. Por jogar água e atingir uma torcedora da Chapecoense durante o confronto entre as equipes, no dia 12 deste mês o atleta foi punido com dois jogos de suspensão por conduta antidesportiva prevista no artigo 258. A decisão da [?]

19:30 | 30/08/2018

O atacante Clayson, do Corinthians, foi punido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Futebol. Por jogar água e atingir uma torcedora da Chapecoense durante o confronto entre as equipes, no dia 12 deste mês o atleta foi punido com dois jogos de suspensão por conduta antidesportiva prevista no artigo 258. A decisão da Quinta Comissão Disciplinar cabe recurso e pode chegar ao Pleno, última instância nacional.

A princípio, Clayson não poderá enfrentar o Atlético-MG, neste sábado, na Arena, e o Ceará, na quarta-feira, em Fortaleza, voltando a ficar à disposição apenas contra o Palmeiras. Cabe ao departamento jurídico do clube decidir a melhor maneira de lidar com o caso.

No julgamento, a procuradora Julia Galhego destacou que o arrependimento posterior do jogador não diminui o ato praticado. ?Uma coisa não anula a outra. Nada do que foi apresentado pela defesa descaracteriza o que ele(atleta) fez. Ele teve uma conduta desagradável e que felizmente não desencadeou uma revolta ou confusão maior. O atleta deve ser punido pela situação grave?, disse.

Pelo Corinthians, João Zanforlin divergiu da Procuradoria. ?A denúncia no artigo 258-A está equivocada e não pode prosperar. Provocar a torcida ou torcedores. Está provado nos autos que não foi o Clayson quem provocou. Os dois funcionários do Corinthians quando olham giram a cabeça para o alambrado reforçando que está vindo ofensas e aí sim Clayson toma uma atitude e joga água?, disse o advogado, que encerrou pedindo a desclassificação e absolvição.

Com a palavra após as sustentações, Flávio Boson, Auditor-relator do processo, explicou e proferiu seu voto. ?Quanto ao Clayson, entendo que se amolda melhor no artigo 258. Comportamento inadequado. Sugiro duas partidas para que ele reflita?, justificou. Outros dois auditores concordaram com a pena, enquanto um terceiro pediu que fosse mais severa, estendendo a três partidas. Pela maioria, no entanto, a determinação foi de dois jogos.

Gazeta Esportiva

TAGS