PUBLICIDADE
Esportes

Romero não se enxerga como ídolo e se coloca para jogar de centroavante

Depois dos dois gols marcados diante do Cruzeiro, na última partida do Corinthians, o atacante paraguaio Romero foi o escolhido para a entrevista coletiva nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava. O jogador, que atuou mais à frente no comando de ataque, depois da lesão de Jonathas, garantiu não definir a posição e deixa a decisão [?]

17:30 | 27/07/2018

Depois dos dois gols marcados diante do Cruzeiro, na última partida do Corinthians, o atacante paraguaio Romero foi o escolhido para a entrevista coletiva nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava. O jogador, que atuou mais à frente no comando de ataque, depois da lesão de Jonathas, garantiu não definir a posição e deixa a decisão para o técnico Osmar Loss.

?Então, eu não poso decidir isso, quem tem que decidir é o treinador. Fico à disposição, ele vai decidir quem vai colocar na frente fico feliz porque é uma posição onde já joguei bastante no Cerro Porteño. Aqui não tive muita oportunidade, mas em 2015 joguei quase seis meses de centroavante já conheço essa posição, se dá para jogar de centroavante, ponta direita ou esquerda, entrar em campo para mim é legal?, afirmou o atacante.

Romero, sem sombra de dúvidas é um dos jogadores mais queridos do atual elenco do Alvinegro. No entanto, recusa o rótulo de ídolo, mas se enxerga como um jogador importante do atual plantel corintiano.

?Como eu já falei, não me considero ídolo e sim um jogador que ganhou títulos importantes, sou importante no elenco por estar muito tempo aqui no Corinthians, um jogador que sempre deixa tudo pelo time, pelo clube, é minha característica de dentro do campo e fora de trabalhar quietinho e acreditar no meu futebol?, disse o paraguaio.

Outro paraguaio está bem próximo de acertar sua ida ao Timão. Trata-se de Sergio Díaz. Romero, comemorou o fato de vir um conterrâneo para o clube, e já frisou o que o provável reforço deve encontrar, garantindo acima de tudo, que jogar no Corinthians é diferente.

?Muito legal ter um jogador da mesma cultura, fico feliz por ele porque a gente jogando em clube muito grande, vai aprender muitas coisas aqui no Brasil, jogar com jogadores de muita qualidade, vai crescer muito, e como pessoa também, vida totalmente diferente, ele já jogou na Europa, mas aqui é diferente e fico feliz sim?, pontuou.

Por fim, o atleta foi questionado sobre a dura missão de atuar às 11h00, horário muito criticado por outros jogadores. Romero disse que a preparação é diferente, porém, não quer usar o fator como amuleto para um eventual tropeço.

O Corinthians enfrentará o Vasco, neste domingo às 11h00 (horário de Brasília) pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será no Estádio Mané Garrincha, na capital brasileira, com mando do Gigante da Colina.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS