PUBLICIDADE
Esportes

Maycon ressalta liberdade para atacar após gol sobre o Vitória

O volante Maycon voltou a provar que não se deixou levar pela iminente transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Foi o prata da casa do Corinthians que marcou o primeiro gol do triunfo por 3 a 1 sobre o Vitória, na noite desta quarta-feira, em Itaquera. Após a partida, Maycon ressaltou que o técnico [?]

22:30 | 10/05/2018

O volante Maycon voltou a provar que não se deixou levar pela iminente transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Foi o prata da casa do Corinthians que marcou o primeiro gol do triunfo por 3 a 1 sobre o Vitória, na noite desta quarta-feira, em Itaquera.

Após a partida, Maycon ressaltou que o técnico Fábio Carille lhe concede liberdade para ajudar o ataque corintiano. O jogador já acumula 98 jogos como profissional, com oito gols marcados.

?Aqui, o Henrique e o Balbuena também fazem gols. Quando jogamos sem um centroavante, é importante aparecer de surpresa para dar trabalho aos adversários. Hoje, graças a Deus, pude fazer o gol e saímos com a vitória?, comemorou Maycon. ?Estou feliz não só pelo gol, mas por ter atuado bem e porque a equipe voltou a vencer. Era isso que estávamos buscando?, completou.

Companheiro de Maycon na contenção do meio-campo, Gabriel ponderou que a orientação para os volantes colaborarem ofensivamente era específica para o duelo contra o Vitória.

?Isso era importante porque eles tinham a proposta de jogar fechados?, disse Gabriel, elogiando Maycon. ?Ele vive um momento diferente de nós porque tem uma situação de transferência um pouco mais encaminhada. Vamos dar tranquilidade para que faça o seu trabalho enquanto estiver vestindo essa camisa. Está focado somente no Corinthians para, depois, seguir e ser feliz na carreira. É um grande jogador?, afirmou.

Seja como for, Maycon não faz questão de encerrar a sua passagem pelo Corinthians com status de goleador. ?Fico feliz por ter marcado um gol hoje, mas não é a minha função. É claro que faço as infiltrações para tentar ajudar, mas deixo os gols para o Rodriguinho e o Jadson?, sorriu o futuro atleta do Shakhtar Donetsk.

Gazeta Esportiva

TAGS