PUBLICIDADE
Esportes

Preparador elogia disposição do Corinthians em final ?desgastante?

Responsável pela preparação física da equipe do Corinthians, Walmir Cruz elogiou a disposição do experiente time montado pelo técnico Fábio Carille mesmo em um jogo que exigiu basante dos jogadores escolhidos. Dentre os 14 atletas que entraram em campo contra o Palmeiras, na decisão do domingo, sete já passaram da casa dos 30 anos, contra [?]

15:30 | 10/04/2018

Responsável pela preparação física da equipe do Corinthians, Walmir Cruz elogiou a disposição do experiente time montado pelo técnico Fábio Carille mesmo em um jogo que exigiu basante dos jogadores escolhidos. Dentre os 14 atletas que entraram em campo contra o Palmeiras, na decisão do domingo, sete já passaram da casa dos 30 anos, contra três do rival.

?O Corinthians possui um time mais experiente e alguns atletas retornaram de lesão recentemente, como o Rodriguinho e o Jadson, e precisávamos deles prontos para a decisão. Ver o time correndo durante os 90 minutos não é só uma prova de uma boa preparação física, mas de muito empenho. Estou orgulhoso?, elogiou Walmir, levado de volta ao clube pelo próprio Carille.

Apontada como fundamental para o futebol nos dias de hoje, a parte física foi apontada como a mais exigida nesta reta final de Paulista, já que o Alvinegro jogou 5 partidas decisivas em 13 dias, recebendo um descanso apenas entre o primeiro e o segundo jogo da decisão.

Para completar, o Timão ainda vu os acréscimos chegarem à casa dos dez minutos no Allianz Parque, muito por conta da paralisação no lance em que o juiz marcou e depois desmarcou um pênalti para o Palmeiras. Finalizando, o Alvinegro precisou ter a condição mínima necessária para uma disputa decisiva: a dos pênaltis.

?Decidir uma partida nos pênaltis é sempre desgastante, ainda mais em uma final. Dessa vez não foi diferente. Mas o trabalho feito durante a semana foi essencial para que isso fosse encarado com naturalidade pelos atletas, até mesmo pelo nível de experiência deles?, comentou o preparador, antes de completar sobre a marca de seis conquistas do Paulista na sua carreira.

?É sempre importante alcançar títulos, não importa o nível em que você esteja ou sua função dentro do clube. Cheguei ao meu sexto troféu em Campeonatos Paulistas, com 28 anos de distância entre o primeiro e o de ontem. Me sinto realizado, mas quero muito mais?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS
Preparador elogia disposição do Corinthians em final ?desgastante?Sport Club Corinthians Paulista | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Preparador elogia disposição do Corinthians em final ?desgastante?

Responsável pela preparação física da equipe do Corinthians, Walmir Cruz elogiou a disposição do experiente time montado pelo técnico Fábio Carille mesmo em um jogo que exigiu basante dos jogadores escolhidos. Dentre os 14 atletas que entraram em campo contra o Palmeiras, na decisão do domingo, sete já passaram da casa dos 30 anos, contra [?]

15:30 | 10/04/2018

Responsável pela preparação física da equipe do Corinthians, Walmir Cruz elogiou a disposição do experiente time montado pelo técnico Fábio Carille mesmo em um jogo que exigiu basante dos jogadores escolhidos. Dentre os 14 atletas que entraram em campo contra o Palmeiras, na decisão do domingo, sete já passaram da casa dos 30 anos, contra três do rival.

?O Corinthians possui um time mais experiente e alguns atletas retornaram de lesão recentemente, como o Rodriguinho e o Jadson, e precisávamos deles prontos para a decisão. Ver o time correndo durante os 90 minutos não é só uma prova de uma boa preparação física, mas de muito empenho. Estou orgulhoso?, elogiou Walmir, levado de volta ao clube pelo próprio Carille.

Apontada como fundamental para o futebol nos dias de hoje, a parte física foi apontada como a mais exigida nesta reta final de Paulista, já que o Alvinegro jogou 5 partidas decisivas em 13 dias, recebendo um descanso apenas entre o primeiro e o segundo jogo da decisão.

Para completar, o Timão ainda vu os acréscimos chegarem à casa dos dez minutos no Allianz Parque, muito por conta da paralisação no lance em que o juiz marcou e depois desmarcou um pênalti para o Palmeiras. Finalizando, o Alvinegro precisou ter a condição mínima necessária para uma disputa decisiva: a dos pênaltis.

?Decidir uma partida nos pênaltis é sempre desgastante, ainda mais em uma final. Dessa vez não foi diferente. Mas o trabalho feito durante a semana foi essencial para que isso fosse encarado com naturalidade pelos atletas, até mesmo pelo nível de experiência deles?, comentou o preparador, antes de completar sobre a marca de seis conquistas do Paulista na sua carreira.

?É sempre importante alcançar títulos, não importa o nível em que você esteja ou sua função dentro do clube. Cheguei ao meu sexto troféu em Campeonatos Paulistas, com 28 anos de distância entre o primeiro e o de ontem. Me sinto realizado, mas quero muito mais?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS