PUBLICIDADE
Esportes

Carille ignora limitações: ?Vamos buscar mais coisas do nosso jeito?

Campeão paulista de 2018, Fábio Carille já não queria pensar no problema que tanto o perturbou nos últimos meses, a falta de um goleador desde a venda de Jô para o Nagoya Grampus, do Japão. ?Deixa eu curtir agora?, sorriu o treinador, no domingo, com uma faixa no peito e já pensando em conquistar outras. [?]

09:45 | 09/04/2018

Campeão paulista de 2018, Fábio Carille já não queria pensar no problema que tanto o perturbou nos últimos meses, a falta de um goleador desde a venda de Jô para o Nagoya Grampus, do Japão. ?Deixa eu curtir agora?, sorriu o treinador, no domingo, com uma faixa no peito e já pensando em conquistar outras.

?Vamos buscar as coisas do nosso jeito, quietinhos, trabalhando bastante?, avisou Carille, que conviveu com o estigma de quarta força do futebol paulista em 2017, quando conquistou os títulos paulista e brasileiro. Em 2018, as contestações voltaram graças às carências do seu elenco ? e ele já conquistou novamente o Estadual.

Para Carille, o diferencial do muitas vezes desacreditado Corinthians é contar com um ?grupo maravilhoso, que compra a ideia e sabe das suas limitações?. Ao tocar no assunto, ele citou o meia Rodriguinho, que já reclamou publicamente de ter que atuar mais adiantado no esquema tático sem um centroavante.

?É isso. Às vezes, o Rodriguinho é prejudicado. Seria necessário que tivéssemos um jogador mais adiante e não temos, mas ele se doa do mesmo jeito, mesmo com uma marcação mais forte?, elogiou Carille.

Mesmo satisfeito com o empenho de Rodriguinho e dos demais campeões paulistas, o técnico do Corinthians ainda espera que o presidente Andrés Sanchez encontre um novo atacante de referência no mercado. Com ou sem esse jogador, porém, continuará a buscar as coisas do seu jeito.

?Independentemente do que falam, nós nos fechamos no CT e trabalhamos muito. Temos uma linha e procuramos segui-la o tempo todo?, concluiu Fábio Carille.

Gazeta Esportiva

TAGS