PUBLICIDADE
Corinthians SC

Lucca desperdiça outra chance, mas conta com a paciência de Carille

Após passar uma temporada emprestado à Ponte Preta com receio de que não seria aproveitado pelo técnico Fábio Carille, o atacante Lucca teve duas chances seguidas como titular do Corinthians. E desperdiçou ambas. O jogador substituiu Romero e Clayson nas vitórias por 1 a 0 sobre o Mirassol, na quarta-feira, e por 2 a 0 […]

09:15 | 12/03/2018

Após passar uma temporada emprestado à Ponte Preta com receio de que não seria aproveitado pelo técnico Fábio Carille, o atacante Lucca teve duas chances seguidas como titular do Corinthians. E desperdiçou ambas. O jogador substituiu Romero e Clayson nas vitórias por 1 a 0 sobre o Mirassol, na quarta-feira, e por 2 a 0 em cima do Botafogo-SP, no domingo, e não conseguiu se destacar.

“O Lucca ainda está em um processo. Ele tem errado bastante, mas está trabalhando e vai receber outras oportunidades”, comentou Carille, paciente, ao mesmo tempo em que percebeu outro atacante reserva começar a ganhar espaço. O novato Pedrinho entrou no decorrer dos dois jogos em que Lucca foi titular e teve atuações elogiadas.

Lucca, por sua vez, deverá ser testado mais próximo do gol quando voltar a jogar. O atacante foi utilizado nas pontas do campo porque Romero, poupado diante do Mirassol, e Clayson, suspenso conta o Botafogo-SP, exercem essa função na equipe titular.

“O Luca é um atleta mais de definição, e os jogos não estão se desenhando da forma como ele espera. Sei do potencial de finalização dele. Daqui a pouco, podemos trazê-lo para dentro, como um falso 9, como fez em alguns jogos da Ponte”, cogitou Carille, embora o atacante tenha dito que gosta de avançar pelos lados ao ser escalado contra o Mirassol.

Se Lucca não agradou, Romero voltou a ser titular em Ribeirão Preto e convenceu Carille. O Corinthians estampou em seu uniforme uma mensagem contra a xenofobia, preconceito de que o paraguaio diz ser vítima no Brasil, e o viu ser ofendido por torcedores do Botafogo-SP novamente por causa da nacionalidade. Dentro de campo, ele irritou os adversários com o característico estilo de jogo aguerrido.

“Que bom. A mim, ele não está irritando. É o Romero que conheço, que gosta desse jogo pegado, enroscado, e cresce nas grandes partidas”, defendeu Fábio Carille, que terá Romero como titular e Lucca como reserva diante do venezuelano Deportivo Lara, na quarta-feira à noite, em Itaquera, pela Copa Libertadores da América.

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários