PUBLICIDADE
Esportes

Corinthians mantém esperança por Zeca, mas descarta ?novela?

Diretor de futebol, Duílio explicou como ainda crê no acerto com Zeca

21:30 | 14/03/2018

O diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, explicou na chegada do Corinthians ao estádio de Itaquera as dificuldades que impediram o anúncio do lateral esquerdo Zeca como novo reforço do Alvinegro para a temporada. Um dia depois de mostrar muito otimismo a respeito da chegada do defensor, o dirigente apontou que o clube ainda não tem segurança jurídica para acertar a contratação, mas não desistiu do negócio.

?Como disse ontem (terça), a gente não vai fazer negocio se não tiver total segurança de que não corre nenhum risco futuro. Por isso, não foi assinado ainda?, disse Duílio, ressaltando que a possibilidade de acerto ainda existe. ?Ainda há possibilidade. O nosso departamento jurídico vem trabalhando, e a gente vem vendo algumas formas de contrato que assegurem que o Corinthians não corra nenhum tipo de risco?, continuou.

O problema se deu quando os atleta já estava pronto para assinar contrato, no CT Joaquim Grava, por volta das 12h. Inseguro sobre a chance de ter de arcar com a multa de R$ 50 milhões caso o atleta perca o processo que tramita na Justiça do Trabalho de Santos, pedindo a rescisão do seu vínculo com o Peixe, o Timão preferiu esperar mais alguns dias até firmar o compromisso.

?Não tiveram negativas (da OTB sobre assumir o imbróglio). Se fosse assim, pronunciamento seria outro, de que o negócio estaria encerrado. Como eu disse, o Corinthians não vai correr nenhum tipo de risco. Essa é a nossa posição final. Estamos discutindo alguns modelos de contrato, então o negocio continua existindo. Mas muito cuidado para não gerar expectativa na torcida?, avaliou, vendo com bons olhos a possibilidade de acertar um valor à parte com o rival da Baixada.

 

?Soube agora no caminho para cá por colegas de vocês que existia essa possibilidade. Se existir, acho ótimo. Mas o Corinthians não tem nada marcado. Como disse, o Corinthians conversa com o Santos há mais de 30 dias tentando um acordo. Essa é a intenção principal, para que faça um negócio bom para todo o mundo?, relatou, esclarecendo que não quer uma ?novela? sobre o caso.

?A gente não gosta que coisas se alonguem muito. Espera mais um dia, dois, três. Não dá para falar uma data exata, mas lógico que o Corinthians tem ideia de resolver esse assunto o mais rapidamente possível porque isso gera um desgaste e cria uma expectativa, tanto para o jogador quanto para nós e a torcida. Quanto mais rápido resolver, melhor?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS