PUBLICIDADE
Esportes

Carille diz que esperava usar titulares e nega testes: ?Já conheço todos?

O técnico Fábio Carille trocou os cinco jogadores de função mais ofensiva da sua equipe, mas deixou claro que já esperava ter de recorrer aos seus titulares na partida da noite desta quarta-feira, contra a Ferroviária, no Pacaembu. Depois de conseguir a virada no placar para 2 a 1 após as entradas de Jadson, Clayson [?]

21:45 | 24/01/2018

O técnico Fábio Carille trocou os cinco jogadores de função mais ofensiva da sua equipe, mas deixou claro que já esperava ter de recorrer aos seus titulares na partida da noite desta quarta-feira, contra a Ferroviária, no Pacaembu. Depois de conseguir a virada no placar para 2 a 1 após as entradas de Jadson, Clayson e Romero, o treinador disse que não teve qualquer prejuízo na preparação física ao acioná-los.

?Não atrapalhou nada, eles treinaram hoje (quarta) de manhã com a possibilidade de serem usados por até 30 minutos. A questão de usar no jogo depende muito da partida, eu sei que o pedrinho faz, o camacho faz. O jogo precisou que eles jogassem, desgastou muito o Lucca e Marquinhos Gabriel, precisei tirar. A única substituição tática mesmo foi tirar o Gabriel e por o Jadson?, observou o comandante.

Para ele, o fato de ter sacado um volante na nova formação corintiana para duplicar a presença de meias, dando a titularidade para Jadson e jogando Maycon para o banco de reservas, aumentou a exigência física dos pontas, prováveis substituídos nesses primeiros jogos da temporada.

?Com essa formação, trazendo o Jadson para dentro você passar a ser mais agudo pelos lados, com o Jadson eu sei que eu tinha mais um armador em campo. A ideia era essa, que os jogadores baixem bem para marcar, mas tenham bastante força para atacar. Isso desgasta, não tenha dúvida?, observou.

A única questão que tirou Carille um pouco do sério na coletiva concedida nos vestiários do estádio do Pacaembu foi quando ele ouviu de um repórter se havia gostado do desempenho dos atletas ?testados? no jogo. Para ele, não existe teste neste atual elenco corintiano.

?Não tem testes, eu conheço o grupo todo, a gente tem que colocar o grupo para rodar, vai ser muito apertado, são 41 jogos até a parada para a Copa, passando de fase vai ser um semestre bastante apertado. O que eu mais quero é deixar claro isso na cabeça de todos. É bom todos terem o entendimento do que fazer?, concluiu Carille.

Gazeta Esportiva

TAGS